Atlas da Violência 2020


Relatório aponta AM à frente do RJ no ranking nacional de homicídios

Amazonas ocupa 12ª posição no ranking nacional referente ao ano de 2018

Atlas da Violência 2020 chama atenção aos casos de homicídio
Atlas da Violência 2020 chama atenção aos casos de homicídio | Foto: Yasmin Feitosa

Manaus - O estado do Amazonas ocupa a 12ª posição na taxa de homicídios por 100 mil habitantes, no ano de 2018, segundo dados do relatório "Atlas da Violência - 2020", feito pelo Instituo de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Ultrapassando o estado do Rio de Janeiro, o Amazonas chegou a 37,8 (1.542 mortes em 2018) na taxa de homicídios por 100 mil habitantes.

O documento destaca que, em comparação à publicação de 2019, um fator conspirou a favor do aumento dos homicídios entre 2016 e 2017 - em alguns estados -, sobretudo do Norte e do Nordeste.

A guerra desencadeada entre as duas maiores facções penais no Brasil (Primeiro Comando da Capital - PCC e Comando Vermelho - CV) e seus parceiros locais, que eclodiu em meados de 2016, gerou número recorde de mortes no Acre, Amazonas, Pará, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Esses dados são gerados por meio do número de homicídios no estado, que são óbitos causados por agressão, mais intervenção legal.

Diariamente, casos de homicídios são contabilizados no Amazonas
Diariamente, casos de homicídios são contabilizados no Amazonas | Foto: Suyanne Lima

O estado líder em casos de homicídios por 100 mil habitantes é Roraima, com a taxa de 71,8. Na sequência vem o Ceará, com 54,0. E, em terceiro, está o Pará com 53,2. Na sequência estão: 

Rio Grande do Norte, com 52,5;

Amapá, com 51,4;

Sergipe, com 49,7;

Acre, com 47,1;

Bahia, com 45,8;

Pernambuco, com 44,1;

Alagoas, com 43,4;

Goiás, com 38,6;

Amazonas, com 37,8;

Rio de Janeiro, com 37,6; 

Tocantins, com 36,7;

Paraíba, com 31,1.

Os estados do Sul e Sudeste do país possuem as menores taxa: Rio Grande do Sul chegou a 23,8; o Paraná com 21,5; Minas Gerais com 16,0;Santa Catarina com 11,9; São Paulo, com a menor taxa, de 8,2.

Outras que contabilizaram as menores taxas de mortes, de acordo com o documento, foram Piauí (19,0), Distrito Federal (17,8) e Minas Gerais (16,0). 

Mapa do crime

Crimes brutais confirmam dados do Atlas da Violência
Crimes brutais confirmam dados do Atlas da Violência | Foto: Daniel Landazuri

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM), o Amazonas apresentou uma queda em 16% nos casos de homicídios registrados de janeiro a agosto de 2019 em comparação ao mesmo período de 2018.

De acordo com o levantamento realizado pelo Atlas de Violência 2019, o Amazonas apresentou um crescimento de 134,1% dos casos de homicídio entre 2007 com 715 casos no ano para 1,6 mil casos em 2017. 

Leia mais:

Em Manaus, morre em SPA criança com suspeita de estupro 

'Pego de surpresa' homem é assassinado no bairro Aparecida

Assassinatos de negros crescem 11,5% em 10 anos