Tragédia


Ao menos uma morte foi registrada na explosão em Itamarati, no AM

Operações de busca estão sendo realizadas no município, mas um homem de 46 anos continua desaparecido, além da morte confirmada

A vítima fatal não foi identificada
A vítima fatal não foi identificada | Foto: Reprodução

Itamarati (AM)Três vítimas foram registradas na explosão de uma balsa de combustíveis no rio Juruá, próximo ao município de Itamarati (a 985 quilômetros de Manaus) até esta segunda-feira (14), de acordo com o corpo de bombeiros. Entre elas, uma morte, um desaparecido e um ferido.

Um trabalhador da embarcação, de 19 anos, teve o corpo parcialmente dilacerado e outro, de 46, está desaparecido. As vítimas foram identificadas como Reinaldo Araújo de Araújo e Manoel Pereira da Silva, respectivamente. 

A terceira vítima, que acabou morrendo em meio à explosão, não teve a identidade revelada. “A informação que temos é de uma vítima ferida, um óbito e um desaparecido em meio líquido”, informou o tenente-coronel Orleilso Muniz.

De acordo com a polícia, ao menos quatro pessoas estavam na balsa no momento da explosão. O comandante do 11° Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Itamarati, sargento Judson, informou que o comandante da balsa e outro tripulante estão bem e não sofrem risco de morte.

Operações de busca

Três bombeiros militares especialistas em mergulho foram encaminhados nesta segunda-feira (14) para apoiar as operações de busca do desaparecido na balsa transportadora de combustível. Outros dois bombeiros militares especialistas em operações de incêndio (COI) já estavam atuando no município desde domingo (13), juntamente com os brigadistas da empresa, que auxiliaram no combate às chamas.

A explosão, que ocorreu neste domingo, ocorreu enquanto a balsa estava abastecendo e os trabalhadores estavam recolhendo as mangueiras, de acordo com relatos de moradores da cidade.

Leia mais:

Balsa explode e deixa trabalhador ferido em Manaus 

Após explosão em balsa do Exército, soldado morre no 28 de Agosto

Transporte irregular de combustíveis causa incêndios em embarcações