Solidariedade


Cirurgia: Vamos ajudar o professor Márcio de Itacoatiara

Professor e pedagogo Márcio de Oliveira tem 59 anos e precisa de ajuda financeira para realizar uma cirurgia com urgência

| Foto: Arquivo Pessoal

Manaus- O professor, Márcio Geraldo Lavareda de Oliveira, 59 anos, no momento está passando por uma enfermidade. Diagnosticado com Mesotelioma, um câncer raro, que envolve as células mesoteliais das vísceras, ele precisa ser acometido por uma cirurgia cujo o plano de saúde não cobre. Acontece que o valor da operação custa em média R$ 22 mil reais, por isso, familiares e amigos procuraram o EM TEMPO a fim de pedir ajuda e solidariedade da sociedade amazonense.

Morador do município de Itacoatiara, atualmente Márcio está morando em São Paulo capital, cidade onde será feito o procedimento cirúrgico. De acordo com a família, a situação não seria tão crítica se o verdadeiro diagnóstico tivesse sido feito antes. Lutando desde 2015, o professor que completa 60 anos na próxima sexta-feira (18), segue em tratamento e a espera desta cirurgia.

“Meu pai foi toda a vida pedagogo e professor do ensino médio e fundamental. Ele foi responsável pela formação de muitos itacoatiarenses. Nos últimos anos chegou a gestão de três escolas do ensino médio de Itacoatiara. Vamos sair dessa se Deus quiser, mas precisamos do apoio financeiro de todos, pois não temos o valor total da cirurgia”, explicou a enfermeira Marina Oliveira, uma das filhas do professor.

Mais detalhes

Segundo Marina, em 2015 Márcio iniciou tratamento para doença de Crohn, diagnosticado por equipe médica de Manaus. Passou por cinco procedimentos cirúrgicos, porém sem êxito. As dores permaneceram junto com as indisposições. No início de 2019, após novos exames, foi diagnosticado com o câncer raro, e em seguida começou o tratamento na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

“Recebemos a orientações pelos médicos que estão acompanhando meu pai para seguirmos para São Paulo em busca de um tratamento adequado. Iniciamos uma batalha judicial por conta do plano de saúde não cobrir o tratamento. No entanto, o tumor não pode esperar, precisamos de ajuda”, destacou a filha.

Como ajudar

Quem quiser ajudar de maneira financeira pode depositar na conta da esposa Carla Maria L. de Castro Barbosa, no banco Bradesco, agência 3704-4, conta corrente 0008238-4. Ou ainda se preferir, pode entrar em contato com a família pelo número (92) 99170-4400 ou (92) 99120-9790 e ajudar de outra forma. 

Leia Mais: 

Paciente aguarda nove meses para retirada de pinos pós-cirurgia no AM

Universidade suspende aula presencial após temporal em Manaus

Aglomerações continuam e internações por Covid voltam a crescer no AM