Fonte: OpenWeather

    Aulas municipais


    ‘Não podemos arriscar’, diz Arthur sobre volta às aulas em Manaus

    Arthur Neto comentou que este não é o melhor momento para o retorno das aulas municipais

    O prefeito de Manaus aponta que as crianças não podem retornar as aulas por conta do risco de contaminação
    O prefeito de Manaus aponta que as crianças não podem retornar as aulas por conta do risco de contaminação | Foto: Mário Oliveira-Semcom

    Manaus – O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto afirmou, na manhã desta quinta-feira (17), que não pretende reabrir as escolas municipais diante do momento em que a cidade de Manaus enfrenta com a pandemia da Covid-19. A declaração foi feita durante as inspeções das obras do Complexo Viário do Manoa, na Zona Norte. 

    Arthur comentou que este não é o melhor momento para o retorno das aulas municipais. Ele afirmou que acompanha diariamente o comportamento da curva de transmissão do vírus, hospitalizações e o número de mortes.

    Arthur afirma que o momento não é de retorno às aulas
    Arthur afirma que o momento não é de retorno às aulas | Foto: Reprodução

    Segundo dados da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), por meio de Boletim diário, Manaus conta com 46.236 casos confirmados de Covid-19 e 2.440 mortes pelo vírus. 

    “Não vamos arriscar abrindo escolas e daqui a pouco começa a ter mortes de professores e alunos doentes. O ‘aluninho’ pode passar Covid para o avô e os pais dentro de casa. Eu faço qualquer coisa. A gente tem que cuidar da segurança dos garotinhos e garotinhas. Eu não quero criança em escola. A gente prepara as escolas, higieniza e reabre em um momento bom”, declarou. 

    Ele relembrou a fala de uma mãe que preferia que o filho perdesse o ano escolar do que perder a vida.

    “Nossa, essa mulher deu uma lição em vários ‘intelectuais’. Ela quer o filho vivo, não importa se ele vai perder o ano. Então eu não ponho criança na escola por várias razões. Eu não tenho vocação para Herodes e tenho responsabilidade em saber se estou ou não arriscando a vida de famílias as quais eu tanto devo durante esses quase oito anos de governo”, finalizou Arthur. 

    Leia mais:

    Alunos do ensino fundamental são avaliados em teste

    Mais de 60 pessoas sofreram importunação sexual nos ônibus em Manaus

    Ensino médio da redes estadual alcança média nacional no Ideb