Vitória


Santa Etelvina vence Campeonato Amazonense de Handebol

O time conquistou o prêmio na categoria júnior feminino. Por conta da pandemia, arquibancada ficou vazia durante a competição pela primeira vez

 time do  Santa Etelvina é formado apenas por atletas juvenis, ou seja, uma categoria abaixo.
time do Santa Etelvina é formado apenas por atletas juvenis, ou seja, uma categoria abaixo. | Foto: Divulgação/Emanuel Mendes

Manaus - Era para ser apenas um título, mas não foi. A história foi escrita de uma forma diferente, sem torcida nas arquibancadas como medida de prevenção ao contágio do novo coronavírus.  No último sábado (3) no ginásio do Rio Negro, em Manaus,  o Santa Etelvina/Ceti João Braga venceu o Isaías Vasconcelos/Iranduba por 22 a 20 e conquistou o título do Campeonato Amazonense de Handebol da categoria Júnior Feminino.

A pandemia da Covid-19 botou o mundo de cabeça para baixo, afetando a vida em sociedade, a economia e o esporte. Os campeonatos foram paralisados desde março e no Amazonas não foi diferente, deixando os professores sem quadras para treinar e os estudantes atletas sem ritmo de competição. A retomada do handebol brasileiro aconteceu no dia 31 de agosto, com o Amazonas sendo o pioneiro entre as federações.

“Quero parabenizar todas as atletas, professores e equipes que participaram dessa edição do Amazonense, uma competição diferente devido aos cuidados que tomamos por causa da Covid-19. Não houve perdedores, pois considero que todos foram vencedores ao disputarem o campeonato”, disse o presidente da Liga de Handebol do Amazonas (Liham), Auricélio Andrade.

A retomada do handebol brasileiro aconteceu no dia 31 de agosto
A retomada do handebol brasileiro aconteceu no dia 31 de agosto | Foto: Divulgação/Emanuel Mendes

Superação

Após o término da decisão, o professor Rosinaldo Santos relatou a dificuldades enfrentadas em razão da pandemia. Ele disse que o time campeão fez apenas três treinamentos antes do campeonato. O entrosamento foi herança do ano passado.

“Devido à pandemia, ficamos muito tempo parados. Fizemos apenas três treinos para jogar a competição. Mesmo não conseguindo treinar, se valendo apenas do que tinha feito no ano passado, conseguimos duas vitórias e uma derrota na primeira fase. Depois vencemos a semifinal e a final. Conseguimos superar as dificuldades se valendo do entrosamento que a equipe tem porque já treina junto há bastante tempo”, analisou Rosinaldo.

Time de futuro 

O elenco campeão pelo time do Santa Etelvina é formado apenas por atletas juvenis, ou seja, uma categoria abaixo. Segundo o treinador, a atleta mais experiente é do ano de 2002, portanto, ainda fará 18 anos este ano. Isso significa que o grupo vencedor terá pelo menos mais dois anos pela frente.

“Eu faço uma avaliação é positiva, essa equipe é toda juvenil. A atleta mais velha é de 2002, vai fazer 18 este ano. Isso dá uma motivação para a gente continuar trabalhando, passando esse momento de pandemia, conseguindo voltar a treinar para buscar resultados tão bons quanto esse ou melhores”, concluiu o técnico campeão amazonense da categoria Júnior Feminino.

Elenco campeão: Elieny Vitória, Ana Gabriele, Emily Khetlen, Deborah Jemima, Ana Júlia, Juliana Teixeira, Ana Caroline, Camila Lima, Nadiny Beatriz, Ketlen Kerolayne, Elissandra Lira, Adriely Souza, Bianca Guimarães, Luana Cristina, Nicoly Gonzaga e Vitória Leal. Técnico: Rosinaldo Santos.

*Com informações da assessoria.

Leia mais:

Materiais esportivos são entregues à Escolinha da Vila Olímpica

Amazonas é o primeiro estado do país a retomar competições de handebol

Handebol do AM retoma competições com protocolo de segurança à Covid