Coronavírus


Com aumento da Covid no período eleitoral, Wilson anuncia restrições

O governador Wilson Lima reuniu com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19, nesta quarta-feira (14)

O governador Wilson Lima se reuniu com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19
O governador Wilson Lima se reuniu com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 | Foto: Arthur Castro / Secom

Manaus - O governador do Estado do Amazonas Wilson Lima reuniu, na tarde desta quarta-feira (14), com integrantes do Comitê de Enfretamento à Covid-19, na sede do governo, no bairro Compensa, na Zona Oeste de Manaus. No encontro, Lima reforçou as ações que estão sendo tomadas pelo Estado para a prevenção do novo Coronavírus (Covid-19), e também anunciou ainda que está em diálogo com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), desembargador Aristóteles Thury, para propor restrições e recomendações de prevenção durante o período eleitoral.

De acordo com Wilson Lima, o diálogo iniciou após a constatação da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS) sobre o aumento de casos após as convenções partidárias. A FVS-AM divulgou que o impacto das convenções no interior e a movimentação em torno do período eleitoral têm levado a população a uma maior exposição ao vírus. Entre o período de 27 de setembro e 10 de outubro, houve crescimento de Covid em 48%, nos 30 dos 62 municípios. Dentre esses, 15 municípios registraram aumento de mais de 100 casos. Os cinco primeiros são: Manaus, Parintins, Carauari, Tefé e Amaturá. 

"Vamos baixar o decreto com recomendações para que todos envolvidos na política e a população em geral sigam as orientações e diminuam o aumento de casos. É necessário o uso da máscara, do álcool em gel e a preocupação em diminuir aglomerações. Vemos cenas em municípios que dá a impressão de que já chegou a vacina. Isso resulta na ocupação de leitos dos hospitais e nós não temos condições de atender toda a população doente ao mesmo tempo. Temos como meta flexibilizar o atual cenário para garantir o retorno das aulas no Interior. Mas precisamos que cada um faça a sua parte", destacou o governador.

Análise de dados

A diretora presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, fez algumas considerações quanto a análise dos últimos dados de coronavírus no Estado. Segundo ela, o Amazonas já ocupou o 1° lugar na incidência e mortalidade pela doença, mas atualmente ocupa o 7° em incidência e o 5° em mortalidade. 

"A partir da segunda quinzena de setembro houve crescimento de casos, principalmente na capital. Em Manaus teve um aumento maior do que no interior. A falta do uso de máscaras impactou esses novos registros. Desde a segunda quinzena de agosto, nós vimos a população se aglomerando em balneários, bares, restaurante. Só que 15 dias depois disso, vimos esse resultado. Manaus teve um aumento de mais de 140%, quando comparado ao inicio da avaliação a partir de setembro. O número de hospitalizações cresceu 50% nesse período. Já os óbitos aumentaram em quase 25% entre a ultima semana de setembro e a primeira semana de outubro", explicou Pinto. 

O levantamento da FVS-AM apontou ainda o aumento de internações em leito de UTI, principalmente em leitos da rede privada que quase duplicou. Isso demonstra a volta do perfil de paciente do início da pandemia pertencentes as classes A e B, segundo a diretora-presidente do órgão.

"Analisamos que, recentemente, quem tem contraído o vírus são pessoas entre na faixa etária entre 20 e 49 anos. O mais novos contraem em locais de aglomeração, mas quem mais ocupa UTIs são os mais velhos e jovens com comorbidades. Essas pessoas mais velhas acabam sendo infectadas dentro de casa, após a saída dos mais jovens", declarou. 

Boletim Covid-19

Mais 654 novos casos de Covid-19 foram registrados nesta quarta-feira (14), de acordo com o Boletim Epidemiológico da FVS-AM.  Destes, 628 foram detectados por testes rápidos, sendo 308 na capital e 320 no interior.

Outros, 26 foram detectados por RT-PCR, o qual aponta casos novos que estão entre o 3º e 6º dias da doença. Do total de casos detectados por RT-PCR, 22 são na capital e quatro do interior, totalizando 148.518 casos da doença no estado.

Foi confirmado ainda mais 14 óbitos por Covid-19 e 17.716 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas, o que corresponde a 11,93% dos casos confirmados ativos.

Coronavirus