Investimento


Estado do AM fomenta desenvolvimento rural de Urucará

Agricultores familiares, pescadores e feirantes participaram da entrega da Carteira do Produtor Primário

Entre as ações de fomento, o governador do Estado entregou Carteiras do Produtor Primário, benefício que garante isenção de ICMS | Foto: Lucas Silva/Secom

O governador Wilson Lima entregou, nesta terça-feira (10), benefícios para desenvolver o setor primário do município de Urucará (distante 259 quilômetros de Manaus). Agricultores familiares, pescadores e feirantes participaram da entrega da Carteira do Produtor Primário, do Kit feira e da liberação de crédito emergencial, iniciativas que têm o objetivo de alavancar o desenvolvimento rural em Urucará.

Entre as ações de fomento, o governador do Estado entregou Carteiras do Produtor Primário, benefício que garante isenção de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) na aquisição de insumos, máquinas e equipamentos para o uso na produção de atividades agropecuárias, pesqueiras e florestais; e dispensa da cobrança de ICMS antecipado nas aquisições de insumos agropecuários em outros estados.

Trinta e oito feirantes receberam o Kit feira através da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS). A entrega ocorreu no Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Pedro Falabella e os produtores receberam 3 tendas, 3 expositores, 70 mesas, 70 cadeiras, 70 coletes, 70 bonés e 1 faixa de comunicação, que resultam no investimento total de mais de R$ 60 mil.

Na ocasião, a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), em parceria com a ADS, fez a entrega de auxílios emergenciais para 10 feirantes cadastrados no município, com cheques no valor de R$ 5 mil a R$ 15 mil para investimentos de capital de giro, que somam R$ 70 mil. Também em parceria com a Afeam, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) liberou crédito emergencial, no valor total de R$ 90 mil, para oito pescadores. Até o momento, o valor aplicado pela Agência, em 2020, em Urucará, supera R$ 700 mil, totalizando 83 operações de crédito.

“Quando a gente faz a entrega de um crédito como nós fizemos aqui,  é a certeza de que nós estamos ajudando alguém a aumentar a sua produção, alguém a fazer um investimento maior para garantir o sustento da sua família, a aumentar a sua renda”, afirmou o governador durante a cerimônia de entrega.

O agricultor familiar Manoel da Costa Serrão, que produz tucumã, farinha, banana e tem uma criação de aves, conseguiu crédito de R$ 12 mil para alavancar a produção. “Sem ajuda desse crédito, a gente não consegue o que está fazendo hoje em dia e com esse crédito, a gente já pode aumentar a produção para mais do que a gente já tem. A expectativa é de produzir ainda mais”, disse o agricultor, mostrando-se otimista.

FPS

A Associação dos Produtores Rurais Extrativistas Sustentáveis Unidos do Igarapé do Tapera (ASPROUNITAPERA) recebeu, por meio de edital do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS),  1 trator agrícola, 1 plaina frontal, 1 grade aradora e 1 carreta de dois eixos, representando investimento de R$ 198 mil, que beneficiarão mais de 130 famílias do setor primário.

Já a Cooperativa Agrofrutíferas dos Produtores de Urucará (Agrofrut), que produz guaraná orgânico certificado e exporta para países como França e Alemanha, recebeu, também por meio de edital do FPS, 1 caminhão baú, 1 motor de popa de 40 HP e 1 bote de alumínio de 7m com capota O investimento é de R$ 189,5 mil.

O presidente da cooperativa, Antônio Carlos Monteiro, contou como os equipamentos irão alavancar a produção da Agrofrut, que hoje tem 65 cooperados e produção anual de 70 toneladas de guaraná.

“O caminhão baú que solicitamos vai dar a garantia da segurança de que o produto não será contaminado no trajeto, então, isso aí vai também aumentar a produção porque hoje a gente pode projetar uma produção maior, pode garantir para os clientes um produto realmente seguro, e com isso, aumentar o número de clientes e aumentar a produtividade”, destacou o presidente da cooperativa.

 Ele conta ainda que, paralelamente, foi solicitada uma lancha para prestar assistência técnica para os produtores e o FPS atendeu. “Tem um período em que o técnico não consegue andar de transporte terrestre. Alguns produtores, nas suas propriedades, não têm acesso por estrada, então, o técnico precisa de um transporte fluvial pra chegar até esse produtor, assim como toda a equipe da cooperativa. Estamos muito gratos por ter recebido esses bens, através do FPS, do Governo do Estado”, completou.

*Com informações da assessoria