Fonte: OpenWeather

    Dezembro Vermelho


    Prefeitura inicia programação do Dezembro Vermelho para combate ao HIV

    A campanha será realizada nas unidades de saúde e em locais que possam manter as recomendações para o distanciamento social

    São ações direcionadas especialmente para adolescentes e adultos jovens a partir da faixa etária de 15 anos | Foto: Márcio James / Semcom

    No período de janeiro a outubro de 2020, Manaus registrou 1.187 novos casos de HIV/Aids em adultos residentes na cidade. Em relação à faixa etária, há predominância do número de casos entre indivíduos de 15 a 39 anos, com 929 infectados. Considerando a incidência da doença nessas idades, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), iniciou nesta terça-feira (1), a programação do Dezembro Vermelho, campanha nacional de combate ao HIV/Aids, com ações direcionadas especialmente para adolescentes e adultos jovens a partir da faixa etária de 15 anos.

    A campanha será realizada nas unidades de saúde e em locais que possam manter as recomendações para o distanciamento social, evitando aglomerações, durante todo o mês de dezembro, por meio de ações de prevenção e incentivo ao diagnóstico precoce. Os serviços de saúde ampliarão a oferta de testagem rápida para diagnóstico do HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), de forma conjunta com atividades educativas e intensificando a oferta de preservativos masculinos e femininos.

    O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, lembra que a programação do Dezembro Vermelho também é uma referência ao Dia Mundial de Luta Contra Aids, celebrado no dia 1º de dezembro, com o objetivo de sensibilizar a opinião pública para as questões relacionadas à prevenção e ao controle do HIV/Aids, e no combate ao preconceito. “Esse é um momento de intensificação das ações que são desenvolvidas na rede municipal durante todo o ano, na prevenção às ISTs, e na garantia dos direitos à saúde de todas as pessoas que vivem com HIV, como nos determina o prefeito Arthur Virgílio Neto”, destacou Marcelo Magaldi.

    Segundo a chefe do Núcleo de Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids) e Hepatites Virais da Semsa, enfermeira Rita de Cássia Castro de Jesus, a campanha também acontece todos os anos para chamar a atenção da população sobre a importância do diagnóstico precoce e da adesão ao tratamento. “O diagnóstico precoce permite o início do tratamento, reduzindo o risco de transmissão da doença, e tornando possível o aumento da expectativa de vida das pessoas vivendo com HIV”, ressalta.

    Estratégias de prevenção e controle do HIV/Aids

    A Semsa vem diversificando as ações de prevenção à infecção pelo HIV e outras ISTs, por meio do novo conceito da prevenção combinada (uso de vários métodos), que inclui a distribuição de preservativos masculinos e femininos, gel lubrificante, ações educativas e ampliação do acesso à testagem rápida (incluindo fluido oral e autoteste para HIV), entre outros métodos.

    Mesmo diante do cenário de pandemia da Covid-19, a realização do diagnóstico do HIV por teste rápido foi mantida em 134 Unidades de Saúde da rede municipal. Além dessas unidades municipais, Manaus conta também com três Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA), nos seguintes serviços: Caimi Ada Viana, Policlínicas Gilberto Mestrinho e Colônia Antônio Aleixo.

    As pessoas com diagnóstico positivo para HIV podem ser acompanhadas em nove unidades da capital amazonense, sendo seis Serviços de Atenção Especializada (SAE) e três Unidades Básicas de Saúde (UBSs), distribuídos pelas diferentes zonas da cidade.

    No ano de 2020, o Núcleo de Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis implantou o autoteste nos sete serviços da Semsa que fazem o tratamento das pessoas vivendo com HIV, onde o próprio usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) realiza seu teste no espaço que identificar ser melhor.

    Dados epidemiológicos

    No período de janeiro a outubro de 2020, Manaus registrou 1.187 novos casos de HIV/Aids em adultos residentes na cidade. O sexo masculino aparece com número maior de casos (930), quando comparado ao feminino (257). Comparando os dados de 2019 e 2020, observa-se queda do número de casos em aproximadamente 28%, usando como base o mesmo período (janeiro a outubro).

    “Mas com a pandemia da Covid-19, muitas pessoas não procuraram os serviços de saúde para a realização dos exames, ou seja, a redução pode representar uma situação de subnotificação de casos da doença em Manaus, o que faz com que seja muito importante a intensificação das ações de diagnóstico durante a campanha do Dezembro Vermelho”, alerta a gerente de Vigilância Epidemiológica da Saúde, Cláudia Rolim.

    Acessando o site da Semsa (https://semsa.manaus.am.gov.br/teste-rapido-ists/), é possível encontrar o endereço das Unidades de Saúde com oferta de Teste Rápido para HIV, sífilis e hepatite B e C.

    *Com informações da assessoria