Fonte: OpenWeather

    Aprovados


    Aprovados no concurso da Seduc comemoram convocação

    Ao todo, 827 profissionais foram convocados pelo governador Wilson Lima

    Com a convocação de 827 profissionais de apoio à Educação aprovados no Concurso Público de 2018 da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), assinada pelo governador Wilson Lima na manhã desta terça-feira (1), os novos servidores da pasta comemoraram o chamamento e afirmaram o compromisso com a Educação do Estado. Ao todo, em cinco chamadas, 5.296 aprovados foram convocados para compor o quadro técnico da secretaria.

    Nesta chamada, 827 profissionais foram aprovados para os cargos de merendeiro (600), assistente técnico (108), assistente social (35), psicólogo (34), nutricionista (26), bibliotecário (7), contador (5), engenheiro civil (4), fonoaudiólogo (3), engenheiro eletricista (2), estatístico (2) e engenheiro mecânico (1). Todos os municípios serão contemplados com os concursados convocados.

    No ato de convocação, Wilson Lima falou das ações do Governo do Estado para a Educação durante a pandemia de Covid-19, como a retomada das aulas presenciais, e destacou a importância da participação dos novos profissionais da educação no processo de aprendizagem.

    “O que a gente está fazendo aqui é resultado de um esforço conjunto com a Assembleia Legislativa de tomar medidas que tomamos em 2019. Foram medidas duras de ajuste fiscal, mas elas permitiram fazer com que a gente estivesse convocando vocês hoje. Hoje a gente encerra mais uma etapa, que é a convocação de todos vocês. Estou vindo aqui para fazer essa convocação e pedir o apoio de vocês para fazer uma educação cada vez melhor. Uma educação de excelência no estado do Amazonas. Todos que estão em uma escola não são apenas educadores. Aqui é também uma extensão da família, porque o professor passa a ser da sua família, a merendeira passa a ser da sua família, a assistente social passa a ser da sua família”, enumerou.

    O histórico de convocações de novos servidores da Educação durante a gestão do governador Wilson Lima foi salientado pelo secretário de Educação, Luis Fabian Barbosa.

    “Esse é um movimento sem precedentes de troca do Governo do Estado. Em 10 dias, esse é o terceiro de um chamamento público para a educação. Hoje nós estamos nomeando 827 pessoas nas áreas de apoio ao magistério, temos aí 600 merendeiras, assistentes técnicos, engenheiros, nutricionistas, psicólogos, enfim, tudo pensando em um início adequado de ano letivo em 2021. O ano de 2020 foi um ano muito atípico, foi um ano de muitas adaptações, mas o ano de 2021 promete. Com esse chamamento de hoje o governo atinge um número recorde de mais de 5.200 servidores da educação empossados em dois anos. Todos os municípios do Estado serão contemplados com os concursados nomeados hoje”, afirmou o titular da Seduc.

    Entre os convocados, Rosiane Benício passou no concurso público para o cargo de merendeira para a capital amazonense e afirma que aguardou com ansiedade a notícia da convocação diante das últimas convocações feitas pelo governador para a área da Educação. “A gente fica muito alegre e ansioso, já estava sabendo que a qualquer momento podia sair essa notícia. Acredito que todo e qualquer cargo, todo e qualquer serviço que a gente possa oferecer é de bom grado, contribui de forma significativa”.

    A diretora da Associação dos Administrativos da Educação do Estado do Amazonas (Avamseg), Eliana Guedes, salientou a importância de profissionais aprovados, de diferentes áreas, para fortalecer a estrutura de ensino no Amazonas.

    “O merendeiro tem papel primordial dentro da educação. Existem estudos que [dizem que] um aluno bem alimentado não desiste e tem um rendimento muito maior que um aluno que não é alimentado. O administrativo da secretaria recebe os alunos, no começo do ano, e durante todo o ano ele recebe a comunidade. Todos eles têm trabalho importante dentro da educação, e é por isso que nós lutamos pela valorização de todos os profissionais da educação. A educação não se faz só com professores e pedagogos. A educação tem toda uma manivela que precisa de todos os instrumentos, e esses instrumentos chamam-se também administrativos da educação. O nosso maior objetivo além da valorização do profissional de educação é dar uma qualidade de ensino para os nossos alunos”, afirmou.

    *Com informações da assessoria