Fonte: OpenWeather

    Evento


    “Encrespa Geral” incentiva a valorização da estética negra

    Projeto tem programação até a próxima segunda-feira (13)

    O projeto conta com o apoio da Prefeitura de Manaus, em parceria com o Governo Federal, Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura, através do Edital Conexões Culturais
    O projeto conta com o apoio da Prefeitura de Manaus, em parceria com o Governo Federal, Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura, através do Edital Conexões Culturais | Foto: Divulgação

    Manaus - O Encrespa Geral chega à sua 9ª edição, com uma formato diferenciado, devido à pandemia da Covid-19. Desta vez de forma totalmente on-line, o projeto, que tem como objetivo incentivar a valorização da estética negra, segue com programação virtual até a próxima segunda-feira (13), com elementos da cultura afro diásporica que são discriminados, como o uso do turbante, cultura funk, literatura e periferia.

    A primeira live teve o debate transmitido através do perfil do Instagram @encrespageralmanaus e contou com a participação de uma das organizadoras do projeto, Rafaele Queiroz, que desenvolveu uma pesquisa acadêmica sobre a auto estima da mulher negra manauara. A programação conta, também, com a participação da multiartista Kerolayne Kemblim, que dialogará sobre funk, literatura e periferia, com o Dayrel Azevedo, criador da página Funkeiros Cults, além da tradicional oficina de turbante, oficina técnicas de tranças afro, entre outros. Nesta edição, uma das novidades é a oficina de dança funk, com Taísa Machado, dançarina carioca que desenvolve o projeto Afrofunk Rio, no Rio de Janeiro. 

    Para a idealizadora da atividade, Jessica Dandara, a atividade busca trazer representações importantes de vários campos da cultura afro. “O Encrespa Geral é um projeto de fomento à cultura afro-brasileira e de matriz africana, e traz em sua programação elementos que são discriminados, como o uso do turbante, que é estiloso para alguns, mas nem toda pessoa negra consegue usar sem sofrer racismo. Além disso, teremos também um bate papo sobre cultura funk, literatura e periferia, com o criador do Instagram Funkeiros Cults, e é extremamente necessário trazer esta discussão à tona, visto que há uma tentativa de criminalização do funk”, afirma.  

    O projeto conta com o apoio da Prefeitura de Manaus, em parceria com o Governo Federal, Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura, através do Edital Conexões Culturais.

    Programação - Embora já tenha uma programação fixa, o Encrespa Geral também traz anualmente uma série de artistas locais e intervenções culturais, a fim de valorizar seus trabalhos.

    A oficina de técnicas de tranças afro, é gratuita, e será conduzida pela trancista Jeinnyliss Paixão, proprietária do primeiro salão de tranças afro do Amazonas, que também tem um valor que vai além da estética, por conta da valorização da estética negra, auto afirmação. 

    Já a oficina de turbante é desenvolvida pela professora de artes Luciana Gorgonha, e é fixa dentro da programação, pois um dos objetivos do Encrespa Geral é a valorização de costumes de matriz africana negra. 

    O encerramento fica por conta da artista Karen Francis, que fará uma live especial no perfil do instagram do @encrespageralmanaus. 

    Confira a programação completa: 

    7/12 (14h) Abertura: live Ativismo de Cabelo: os efeitos do racismo na autoestima da mulher negra em Manaus, com @rafaelequeirozz (mediação: Jéssica Dandara @respeitaaspretas) 

    8/12 (19h): Funk, literatura e periferia, com @dayrel_azevedo, criador do @funkeiroscults (mediação: Kerolayne Kemblin)

    9/12 (14h): Oficina de técnicas de tranças afro - @jeinnylisspaixao 

    10/12 (19h): Oficina de turbante - @lucianagorgonha 

    11/12 (17:30) Oficina de funk - Taísa Machado @chefonamermo (@afrofunkrio) 

    13/12 (17h) Encerramento show - @karenfrancismusic

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Gil Valente lança clipe de ‘Índios Urbanos’ neste sábado (28)

    Manaus sedia o 2º Desafio Swim Run em dezembro com prêmios em dinheiro

    Cine Casarão recebe filmes do Festival de Cinema Francês em Manaus