Fonte: OpenWeather

    Avaliação


    Ações da Prefeitura de Manaus são bem avaliadas pelo CMS

    Objetivo da apresentação foi a prestação de contas da gestão nas ações executadas pela Semsa

    Durante a apresentação, foi destacada a ampliação da cobertura da Atenção Básica
    Durante a apresentação, foi destacada a ampliação da cobertura da Atenção Básica | Foto: Divulgação / Semsa

    Manaus - Na 2ª Assembleia Geral Extraordinária do Conselho Municipal de Saúde (CMS/Manaus) de 2020, que aconteceu nesta sexta-feira (11), foi realizada a apresentação das ações desenvolvidas pela Prefeitura de Manaus na área da Saúde, entre os anos de 2017 e 2020.

    Segundo a presidente do colegiado, conselheira Maria Rita Teixeira Santos, a avaliação é positiva devido aos avanços no setor e principalmente no que diz respeito à atuação da Secretaria Municipal de Saúde na pandemia da Covid-19.

    Maria Rita destacou que é essencial acompanhar as ações de saúde executadas pelos gestores, tornando possível repassar as informações para os trabalhadores e usuários do SUS. “O CMS sempre faz a avaliação das ações planejadas e executadas pela gestão atual e a minha avaliação é muito positiva neste momento, especialmente no enfrentamento à pandemia. Espero que a próxima gestão continue avançando, mas o caminho traçado em 2020 foi muito bom e fiquei satisfeita com a condução da pandemia e todo o trabalho desenvolvido pela Semsa”, garantiu a presidente.

    O objetivo da apresentação, segundo o titular da Semsa, Marcelo Magaldi, que também atua como conselheiro municipal de Saúde, foi a prestação de contas da gestão nas ações executadas pela Semsa, para os conselheiros municipais que representam o controle social nos segmentos de trabalhadores, gestores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

    “Nesse momento de encerramento da gestão, a apresentação é uma forma de mostrar as dificuldades enfrentadas, os desafios e os avanços na rede municipal de saúde, sob a administração do prefeito Arthur Virgílio Neto, considerando que o CMS, representado pelos conselheiros, é o órgão fiscalizador no SUS”, afirmou Marcelo Magaldi. 

    Durante a apresentação, foi destacada a ampliação da cobertura da Atenção Básica, que em 2017 chegava a pouco mais de 40% em Manaus e que atualmente atingiu a marca de 64,09%. “Quando tomei posse como secretário, um dos principais desafios foi a ampliação da cobertura. A partir disso, as ações foram planejadas, para ampliar o nível de cobertura da Atenção Básica e esse esforço resultou em um aumento de quase 25%. Essa é uma conquista para toda a população de Manaus”, avaliou Magaldi.

    Avanços

    Entre as ações executadas nos anos de 2017 a 2020, o titular da Semsa apontou a criação da Escola de Saúde Pública (Esap), a ampliação da frota de ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu 192 Manaus), assim como a reforma de cinco bases de atendimento, a inauguração das clínicas da família, a revitalização da maternidade Moura Tapajóz, a reforma completa do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) com a criação do Sistema CCZ Cidadão, para agendamento de castração, as novas instalações do Departamento de Logística.

    Também foram citadas as quatro unidades móveis de Saúde, para atendimento nas áreas de vazio assistencial e qualificação do atendimento aos indígenas, além do trabalho de reformas das Unidades de Saúde nas zonas rural e urbana, a inauguração do Laboratório de Vigilância, lançamento do sistema LabOn-line e a certificação dos quatro laboratórios distritais de saúde, e a implantação do aplicativo móvel do Sistema de Regulação (Sisreg). 

    “Todas essas ações tiveram como objetivo a qualificação do atendimento à população, assim como o de oferecer melhores condições de trabalho, para os profissionais de saúde, sempre com uma política fiscal responsável. O investimento em tecnologia também tem sido importante, principalmente considerando que Manaus é uma cidade-Estado, que exige estratégias diferenciadas para atender a população urbana e rural, e só será possível melhorar os indicadores com a utilização de novas tecnologias”, explicou Marcelo Magaldi. 

    Combate aos surtos de doenças 

    O secretário lembrou ainda do trabalho de enfrentamento ao surto de sarampo, iniciado em 2018 e encerrado em junho de 2019, utilizando estratégias que envolveram os mais de 10 mil servidores da Semsa, o combate ao surto de H1N1 no início de 2019 e o combate à pandemia da Covid-19 em 2020. 

    “Essa gestão enfrentou muitos desafios, incluindo uma pandemia que alterou a rotina de toda a população e fez com que os serviços de saúde tivessem que elaborar estratégias inéditas em Manaus. A vacinação de idosos contra a H1N1 este ano precisou adotar ações como a vacinação em domicílio e por meio do drive-thru. A instalação do hospital municipal de campanha no período mais difícil da pandemia é outro exemplo que ajudou a salvar a vida de 750 pessoas atendidas”, ressaltou. 

    Ele citou ainda a adesão da Prefeitura de Manaus, por meio da Semsa, ao programa Saúde na Hora, para a ampliação do horário de atendimento em unidades de saúde, a implantação do telemonitoramento no combate à Covid-19 com 30 servidores da Semsa e que já foi ampliado para atender pacientes com tuberculose.

    “As unidades de Saúde já atenderam durante a pandemia mais de 230 mil pessoas, mais de 36 mil atendidas no telemonitoramento e via chat e o Samu registrou mais de cinco mil ocorrências. É o resultado de um trabalho intenso dos gestores e trabalhadores da saúde que continua a ser realizado”, afirmou o secretário. 

    Ao final da reunião, a conselheira Helderli Castro de Sá, representante do segmento de usuário, enfatizou a importância da participação do secretário de Saúde nas assembleias do CMS/Manaus, que são agendadas mensalmente. 

    “Eu participo de outros conselhos, nas áreas de direitos humanos e meio ambiente, e não vejo geralmente a participação dos secretários. Mas esse envolvimento é importante, para que o gestor saiba quais são as demandas do povo e o que precisa ser feito para melhorar os serviços”, afirmou a conselheira.

    *Com informações da assessoria