Fonte: OpenWeather

    Capacidade


    Leitos de UTI começam a ser ampliados no Hospital Delphina Aziz

    A medida corresponde à segunda etapa do Plano de Contingência do Governo do Amazonas

    A expectativa é que a unidade chegue a 140 leitos de UTI
    A expectativa é que a unidade chegue a 140 leitos de UTI | Foto: Divulgação

    Manaus - Mais 20 leitos devem ser abertos no  Hospital Delphina Aziz até a próxima quarta-feira (16).  A medida corresponde à segunda etapa do Plano de Contingência do Governo do Amazonas para o enfrentamento à Covid-19, que prevê o aumento de leitos na rede estadual de saúde cada vez que a taxa de ocupação de UTI atingir 75%. Com isso, a unidade chegará a 140 leitos de UTI. 

    Na primeira etapa do plano, em novembro, foram implantados 30 leitos de UTI no Hospital Delphina Aziz e a unidade saiu de 90 para os atuais 120 leitos. Com o acréscimo dos novos leitos, a secretaria dá início a operacionalização da segunda fase do plano. As medidas contam com apoio do Ministério da Saúde, que enviou 60 respiradores para o Estado.

    Além da ampliação de leitos, foi instalado no hospital, que é referência para atendimentos de casos do novo coronavírus, o Ambulatório de Assistência ao paciente com sequela pós-Covid. Os serviços incluem  atendimento por equipe multiprofissional em Nutrição, Fonoaudiologia, Psicologia, Enfermagem e  Fisioterapia.

    O Plano de Contingência também prevê a abertura de leitos de retaguarda de UTI em outros hospitais da rede pública e suplementar para pacientes graves que já saíram do período de transmissão.

    Período Sazonal e planejamento

    No mês de outubro, a secretaria deu início ao Plano de Contingência para o Período Sazonal da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que foi construído pelos técnicos da SES-AM, com base nos dados epidemiológicos da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e prevê o aumento gradativo de leitos conforme a ocupação da unidade de referência no tratamento da Covid-19, o Hospital Delphina Aziz, ultrapassar o índice estabelecido.

    O planejamento prevê o aumento no número de leitos em etapas, tendo sido dividido em cinco fases.  “O plano de contingência de combate à Covid foi construído a várias mãos. A equipe técnica da SES-AM, conversando com os órgãos de controle, com os parlamentares, construiu um plano em cinco fases, onde cada fase é disparada quando alcançamos um percentual de ocupação de leitos de UTI, que no caso é 75%.”, explicou o secretário de Saúde, Marcellus Campêlo.

    A SES-AM também tem trabalhado na reorganização das unidades da rede estadual, visando a ampliação do número de leitos de retaguarda, entre eles os disponíveis nas fundações, além de ter reorganizado os fluxos de atendimento dos três principais Hospitais e Pronto-socorros da capital. 

    Vacinação

    Na última semana o governador Wilson Lima, após participar de reunião com o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que o Governo do Estado tem preparado uma estrutura para a distribuição da vacina, conforme os critérios técnicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

    Durante a reunião, Pazuello ressaltou que o Ministério da Saúde será responsável pela coordenação do plano de distribuição da vacina no País. O governador Wilson Lima destacou que essa responsabilidade deve colaborar para a boa condução dos trabalhos.

    O Amazonas faz parte do Programa Nacional de Imunização (PNI), responsável desde 1975 pela condução da política nacional  de imunização, o que envolve a aquisição e distribuição de vacinas no país, assim como o estabelecimento das diretrizes para sua aplicação,  a serem seguidas pelos programas estaduais e municipais de imunização. 

    O PNI é exemplo de vacinação para todo mundo. No Amazonas o Governo Estadual, atua dando suporte às Prefeituras Municipais, chegando às comunidades mais distantes, garantindo o acesso à Saúde aos cidadãos de Manaus e do interior.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Amazonas registra 342 novos casos de Covid-19

    Índice de cobertura de atenção básica em Manaus superou 64%

    FVS- AM apresenta cenário da Covid-19 no Amazonas com 182mil casos