Fonte: OpenWeather

    Cuidados


    Dezembro verde: mês de luta contra o abandono de animais

    Abandono de animais, além de ser uma forma de maus-tratos, é crime previsto por Lei

    Casos de maus-tratos a animais devem ser denunciados à Polícia Militar pelo número 190, pelo Disque Denúncia 181 ou para o Ibama pelo número 0800-618080 | Foto: iStock

    Casos de maus-tratos a animais devem ser denunciados à Polícia Militar pelo número 190, pelo Disque Denúncia 181 ou para o Ibama pelo número 0800-618080
    Casos de maus-tratos a animais devem ser denunciados à Polícia Militar pelo número 190, pelo Disque Denúncia 181 ou para o Ibama pelo número 0800-618080 | Foto: iStock

    Manaus – Durante todo este mês, a campanha Dezembro Verde alerta sobre as consequências e abandono de animais, além da importância dos cuidados com os pets. No Brasil, mais de 30 milhões de animais estão em situação de rua ou vivendo em abrigos, conforme os últimos dados da Organização Mundial da Saúde.

    O presidente da ONG Anjos de Rua, Kennedy Marques, enfatizou que o abandono de animais ocorre pela falta de sensibilização de quem compra ou adota. Para ele, os animais precisam de cuidados e tempo.

    “Infelizmente, há falta de consciência por parte de quem adota ou compra animais. Elas não levam em consideração que aquele bichinho vai gerar despesas, vai precisar de tempo e que ele precisa de cuidados. Não podemos esquecer que abandonar animais é crime. Uma vez domesticados, se abandonados, eles sofrerão ou irão  morrer nas ruas”, explicou.

    O abandono de animais pode desencadear quadros de depressão e ansiedade no animal
    O abandono de animais pode desencadear quadros de depressão e ansiedade no animal | Foto: Stopboxstudio/iStock


    Pandemia

    Devido à crise econômica, parte da população ficou desempregada, optando por não manter seus bichos de estimação. Além disso, no início da pandemia, com o desconhecimento total sobre a doença, donos de pets ficavam com medo de que animais pudessem transmitir o coronavírus. 

    Segundo Marques, os donos que procuram por uma alternativa rápida, sem planejamento e em situações difíceis, o abandono acaba sendo a opção imediata.

    “O ser humano sempre busca a alternativa mais fácil e sem o devido planejamento, essas pessoas se veem em situações que precisam de soluções imediatas, e o processo de adoção leva um tempo, então a solução imediata é o abandono”, afirmou.

    De acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária, não há comprovações de que os cães e gatos possam ser infectados com o vírus ou que são transmissores da Covid-19.

    ONG Anjos da Rua realiza  castração em cães e gatos e também presta suporte a animais de protetores que não possuem condições de pagar auxílio veterinário
    ONG Anjos da Rua realiza castração em cães e gatos e também presta suporte a animais de protetores que não possuem condições de pagar auxílio veterinário | Foto: Divulgação ONG Anjos da Rua


    Cuidados com os pets

    Alessandra Nava, pesquisadora Alessandra Nava, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), alertou sobre os cuidados para quem possui pets. Segundo ela, em um país como o Brasil, com uma taxa de animais abandonados tão grande, a primeira consideração para quem quer um animal deveria ser a adoção.

    “As pessoas não devem adquirir por impulso. Tem que conversar com a família, ter um planejamento e saber que é um comprometimento para a vida toda do animal. Não cabe a opção de se desfazer dele depois. Estamos lidando com seres sencientes , dependentes a vida toda dos nossos cuidados. Quando adquirir o pet, a pessoa tem que levá-lo a um médico veterinário para saber qual o esquema vacinal a ser feito, vermifugação e exames gerais. A castração não é opcional. Ela deve ser realizada pelo bem estar do seu animam e controle populacional”.

    Segundo uma pesquisa feita pela Associação Veterinária Mundial, há cerca de 200 milhões de cães abandonados no mundo
    Segundo uma pesquisa feita pela Associação Veterinária Mundial, há cerca de 200 milhões de cães abandonados no mundo | Foto: Divulgação ONG Anjos da Rua


    Consequências do abandono

    O abandono de animais fica suscetível a diversas consequências, como fome, sede e a propagação de doenças, além de desencadear quadros de depressão e ansiedade.

    “Animais sem vacinação, vermifugação estão à mercê de doenças infecciosas e algumas delas zoonoticas como raiva entre outras. Esse quadro sobrecarga os sistemas de vigilância e aumentam o perigo da reemergência de doenças infecciosas zoonoticas”, comentou.

    Abandonar animais é crime previsto por lei

    A Lei 4.898, que institui o “Dezembro Verde” é de autoria da Deputada estadual Joana Darc (PL) e tem como objetivo conscientizar a população contra a prática de abandono de animais nas ruas. Abandonar ou maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal nº 9.605/98. Uma nova legislação sancionada em setembro, Lei Federal nº 14.064/20, aumentou a pena de detenção que era até de um ano para até cinco anos de prisão.

    Casos de maus-tratos a animais devem ser denunciados à Polícia Militar pelo número 190, pelo Disque Denúncia 181 ou para o Ibama pelo número 0800-618080.

    Leia Mais:

    Vídeo: Ensinando receitas, gatinhos fazem sucesso nas redes sociais

    Manaus tem surto de esporotricose com 22 casos suspeitos

    Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado