Fonte: OpenWeather

    Investimentos


    Empreendedoras do Amazonas ganham 'Crédito Solidário' de R$ 100 mil

    O valor foi destinado para 57 mulheres empreendedoras beneficiadas pelo programa. A primeira-dama, Taiana Lima, anunciou que o 'Crédito Solidário' terá continuidade em 2021. Saiba como participar

    A ação forneceu aporte em quase R$ 100 mil para as novas clientes
    A ação forneceu aporte em quase R$ 100 mil para as novas clientes | Foto: César Gomes

    Manaus - A primeira-dama do Amazonas, Taiana Lima, entregou, na manhã desta sexta-feira (18), 57 cheques de pagamentos para mulheres beneficiadas pelo programa “Crédito Solidário”, promovido pelo Governo do Estado. A ação forneceu aporte em quase R$ 100 mil para as novas clientes. O evento ocorreu no auditório da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), no bairro Chapada, Zona Centro-Sul de Manaus.

    Segundo o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), o programa busca atender pessoas em situação de exclusão social e vulnerabilidade financeira.

    Na última ação do "Crédito Solidário", realizada neste ano, os alvos foram as mulheres empreendedoras de diferentes áreas, como costureiras e trabalhadoras do ramo da alimentação, por exemplo. O programa disponibiliza financiamentos com linhas de créditos, para fomentar o mercado de trabalho informal da capital amazonense. 

    A primeira-dama destacou a importância de iniciativas como essa. “Foi um ano difícil para todos nós, por conta da pandemia, mas conseguimos realizar esse programa, que permite novas possibilidades para os amazonenses, especialmente às mulheres”, ressaltou ela.

    Taiana Lima anunciou que o programa terá continuidade no ano que vem
    Taiana Lima anunciou que o programa terá continuidade no ano que vem | Foto: César Gomes


    Novos beneficiários

    Durante a solenidade, Taiana Lima anunciou que o programa terá continuidade em 2021. “O calendário do programa no próximo ano vai ter início no dia 15 de janeiro. Serão contemplados municípios do interior e a capital”, disse a primeira-dama.

    Documentação para se inscrever

    Os documentos necessários para o cadastro são RG (original e cópia); CPF (original e cópia); comprovante de residência atualizado no nome do solicitante e com CEP (água/luz/ netfone/IPTU, original e cópia) ou, caso more alugado, contrato ou declaração de aluguel assinada e com cópia do RG e CPF do proprietário; e comprovante do estado civil (original e cópia), com cópia de RG e CPF do companheiro. 

    Além da documentação, é necessário que o proponente não possua CNPJ ou MEI, dívidas em bancos, em lojas ou protesto em cartório, com exceção das dívidas em lojas com crediário próprio, até o limite máximo de R$ 1 mil.

    Aposentados e beneficiários de auxílio-doença também não podem ter acesso ao programa. 

    “Crédito Solidário” realizou 14 ações em 2020

    Ao longo deste ano, o programa atendeu mais de 1,5 pessoas, sendo 842 mulheres. Ao todo, quase 380 amazonenses foram contemplados e foi liberado um recurso estimado em cerca de R$ 840 mil.

    Parceria

    O programa "Crédito Solidário" é resultado de uma parceria entre o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) e a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), com o objetivo de levar um sistema de financiamento para pessoas desempregadas ou subempregadas, o que tornará possível sua autossustentabilidade e melhor qualidade de vida.

    Leia mais

    Wilson Lima anuncia abono do Fundeb para 26,7 mil servidores

    Saiba onde comprar pescado barato para a ceia de Natal em Manaus

    Desconto de até 65% na conta de energia para 220 mil famílias no AM