Fonte: OpenWeather

    Evento


    Festival Juventudes reúne adolescentes indígenas e ribeirinhos

    No primeiro dia do festival, a jornalista e apresentadora de TV, Marcela Rosa, com mais de 27 anos de experiência, foi a convidada

    A FAS desenvolve diversos projetos educacionais, por meio do seu Programa de Educação para a Sustentabilidade
    A FAS desenvolve diversos projetos educacionais, por meio do seu Programa de Educação para a Sustentabilidade | Foto: Divulgação

    Manaus - O Festival Juventudes na Fundação Amazônia Sustentável (FAS), promoveu um intercâmbio cultural e educacional entre jovens indígenas e ribeirinhos de oito Núcleos de Conservação e Sustentabilidade (NCS), localizados em Unidades de Conservação (UCs) do estado.

     Com transmissão ao vivo pelos canais do YouTube e do Facebook da FAS, o Festival Juventudes teve a participação dos adolescentes em suas comunidades e quatro deles participaram presencialmente na sede da FAS, localizada no bairro Parque Dez. Eles apresentaram vídeos produzidos nas comunidades através do projeto “Repórteres da Floresta” e cartilhas do projeto “Práticas Agroecológicas”, iniciativas coordenadas pela FAS.

     No primeiro dia do festival, a jornalista e apresentadora de TV, Marcela Rosa, com mais de 27 anos de experiência, foi a convidada e apresentou um pouco da sua carreira, deu dicas sobre jornalismo e interagiu com as histórias dos adolescentes. “Fiquei impressionada com a capacidade técnica deles, que fizeram vídeos muito bons, usando uma linguagem bem pensada e produzindo histórias contextualizadas com a Amazônia”, afirmou Rosa. 

     A indígena Thainara da Cruz, da etnia Kambeba, disse que os cursos da FAS possibilitaram a divulgação dos artesanatos feitos pelo seu pai e pela comunidade, apoiando as vendas, principalmente nessa época de pandemia da Covid-19. “Além disso, ajudou a me expressar melhor e como ‘repórter da floresta’ posso ajudar ainda mais a divulgar o trabalho da minha comunidade”, comentou 

    O coordenador do Programa de Educação para a Sustentabilidade da FAS, Anderson Mattos, informou que o Festival Juventudes 2020 foi muito especial para todos, usando a tecnologia para aproximar os jovens e as comunidades, com a participação de pessoas compartilhando suas histórias. “Isso contribui muito para os sonhos de vida dos jovens, porque é isso que a gente busca para nossos projetos. É desenvolver os adolescentes e dar oportunidade, e espaço para eles. O Festival conectou as pessoas, com muito aprendizado e isso fortalece a gente para as ações de 2021”. 

    Os projetos

    A FAS desenvolve diversos projetos educacionais, por meio do seu Programa de Educação para a Sustentabilidade, como o Incentivo à Leitura e à Escrita (Incenturita), o Intercâmbio de Saberes, o Jovens Empreendedores, as Práticas Agroecológicas, o Pequenos Curupiras e o Repórteres da Floresta. São desenvolvidos nos NCS e têm patrocínio da Samsung, e apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Concurso da Polícia Civil do Pará recebe inscrições até fevereiro

    Flamengo vence Bahia por 4 a 3 em jogo dramático

    Chá de boldo é bom para a saúde?