Fonte: OpenWeather

    Reivindicações


    Rodoviários de 3 empresas realizam nova paralisação parcial em Manaus

    Por duas horas, das 5h às 7h desta terça-feira (22), rodoviários da empresas Vega Transportes, Açaí e Expresso Coroado decidiram paralisar 30% dos coletivos nas respectivas garagens

    Ato durou duas horas
    Ato durou duas horas | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Manaus - Mais uma manhã alguns bairros da capital amazonense amanheceram com a frota de ônibus reduzida. Por duas horas, das 5h às 7h desta terça-feira (22), rodoviários das empresas Vega Transportes, Açaí e Expresso Coroado decidiram paralisar 30% dos coletivos nas respectivas garagens.

    O ato ainda é um reflexo sobre a falta de posicionamento dos empresários em relação aos pagamentos da categoria. "A principal reivindicação dos trabalhadores e que seja paga a segunda parcela do décimo terceiro e o vale (adiantamento quinzenal). Todo ano é a mesma coisa, esperamos as pendências sejam quitadas ainda hoje (terça), porque, caso contrário, amanhã (quarta, 23), os protestos vão continuar", destacou o presidente em exercício do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM).

    A reportagem aguarda uma resposta do do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) sobre as demandas dos rodoviários nesse segundo dia consecutivo de paralisação parcial do transporte público em Manaus. Assim que a resposta for obtida essa matéria será atualizada.

    Quase 140 mil prejudicados

    Na segunda-feira (21), cinco empresas suspenderam parcialmente as atividades e operaram apenas com 70% da frota. O ato prejudicou 137,4 mil passageiros, conforme uma estimativa do Sinetram. A paralisação iniciou às 4h e encerrou por volta das 8h.

    Leia mais 

    Paralisação parcial de ônibus afeta quase 140 mil usuários em Manaus

    Greve geral: rodoviários dão prazo de 24h para empresários de Manaus

    Sem 13º, rodoviários ameaçam paralisação geral para a próxima segunda