Fonte: OpenWeather

    Serviço


    Amazonprev suspende atendimento presencial até o dia 10 de janeiro

    Nos últimos dias, a instituição atendeu serviços que já haviam sido agendados por aposentados e pensionistas

     

    As medidas foram adotadas para proteger a saúde do  público
    As medidas foram adotadas para proteger a saúde do público | Foto: Divulgação

    Manaus - Em razão das medidas restritivas anunciadas pelo Governo do Estado para tentar frear o avanço da Covid-19 no Amazonas, a Fundação Amazonprev vai suspender o atendimento presencial na sede da instituição a partir desta quarta-feira (30). O retorno das atividades está previsto após o dia 10 de janeiro de 2021 ou conforme novo decreto governamental.

    Nos últimos dias, a instituição atendeu serviços que já haviam sido agendados por aposentados e pensionistas por meio do call center (dias 28, 29 e 30). Os pedidos exclusivamente de pensão devem ser encaminhados ao endereço eletrônico: [email protected]

    "Essa decisão segue o alinhamento de ações a serem adotadas para a prevenção ao coronavírus, conforme decreto estadual", justifica o presidente da Amazonprev, André Luiz Zogahib.

    Ainda conforme o gestor, as medidas foram adotadas para proteger a saúde do público da instituição, que é formado majoritariamente por pessoas idosas. "Vale ressaltar que a 'prova de vida' permanece suspensa até nova determinação do governo", esclarece.

    Para dúvidas e informações estão disponíveis o número (92) 3627-3424, o e-mail [email protected] e o Fale Conosco, no site www.amazonprev.am.gov.br, por meio do qual também é possível acessar o “Portal do Segurado”. Lá, mediante login e senha, é possível imprimir o contracheque, além de consultar outros serviços disponíveis.

    “Isso permite aos beneficiários o acesso rápido às suas informações previdenciárias e evita que esse aposentado ou pensionista tenha que vir até a sede da instituição”, pontua Zogahib.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Wilson Lima avalia ampliação de leitos para Covid-19 no Amazonas

    Rio Preto da Eva: DPE pede suspensão da Marcha para Jesus e Réveillon

    Abono do Fundeb é pago para 26,7 mil profissionais da educação no AM