Fonte: OpenWeather

    Combate à pandemia


    Titular da SES-AM discute estratégias de enfrentamento à Covid-19

    As medidas a serem tomadas serão realizadas em parceria com futura gestão da Semsa Manaus

     

    Secretário afirmou que a falta de alinhamento entre as esferas tem causado prejuízos
    Secretário afirmou que a falta de alinhamento entre as esferas tem causado prejuízos | Foto: Divulgação

    Manaus - Uma reunião técnica com o secretário de Estado de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, e a futura secretária municipal de Saúde de Manaus, Shádia Fraxe, foi realizada nesta quinta-feira (31), para o alinhamento das ações dos poderes executivos estadual e municipal de combate à pandemia do novo coronavírus.

    Na reunião, os secretários planejaram ações em conjunto para fortalecer a assistência básica da Prefeitura de Manaus, que é responsável por acolher nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) os pacientes com suspeitas de Covid-19, no estágio inicial da doença, prestando dessa forma um primeiro atendimento precoce, que pode evitar com que o paciente evolua para uma forma mais grave da doença.

    Marcellus Campêlo destacou a importância do alinhamento das ações do Estado e do Município para garantir a assistência adequada aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) residentes na capital do estado.

    “A falta de alinhamento durante anos tem causado prejuízos enormes para o funcionamento adequado do SUS em Manaus. Então temos muita esperança nessa nova gestão municipal, porque estamos vislumbrando finalmente um alinhamento para a reorganização da rede de saúde como deve ser”, afirmou.

    Marcellus Campêlo informou que o foco principal nesse momento é apoiar e fortalecer a rede do município, que planeja nos próximos dias ampliar o número de unidades de atendimento de casos suspeitos de Covid-19.

    “A reunião foi de alinhamento, nós vamos fazer ações em conjunto, Governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus, com o foco inicial no combate à pandemia. Serão ações de atendimento e monitoramento de pacientes e, principalmente, de prevenção. É muito importante a participação da prefeitura nesse momento”, disse o secretário estadual de Saúde.

    Shádia Fraxe ressaltou que, à medida que a rede básica for fortalecida, menor será a pressão sobre a rede de média e alta complexidade. Isso porque, quanto mais cedo o paciente iniciar o tratamento, menor é a chance de agravamento e necessidade de internação.

    “Nós precisamos amenizar a situação de esgotamento dos hospitais e viemos junto ao Estado, ao secretário, formar uma parceria, estreitar relacionamento, para que juntos consigamos fortalecer a atenção primária”, afirmou a secretária municipal de Saúde.

    A secretária ressaltou também a importância da população seguir a orientação de buscar atendimento aos primeiros sinais da doença sempre em uma UBS.

    “Nós precisamos com urgência de propaganda instrutiva à população para que ela seja direcionada ao local certo de atendimento. Como porta de entrada, é a atenção primária, onde o paciente será acolhido, medicado e avaliado o risco da doença. E, alinhando com o Estado, esse paciente pode ser encaminhado para um atendimento mais especializado”, explicou.

    Os secretários também decidiram que a partir desta sexta (1º/01), a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa-Manaus) volta a fazer parte do comitê de enfrentamento à Covid-19, que reúne diversos órgãos estaduais, como a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), e é onde são tomadas as decisões estratégicas no combate à pandemia.

    Mais visitas

    Em visita à Fundação Hemoam (FHemoam), também nesta quinta-feira (31/12), o secretário de Estado de Saúde articulou com a diretora-presidente da instituição, Socorro Sampaio Carvalho, o remanejamento de camas para leitos clínicos e de UTI da FHemoam para outras unidades da rede, possibilitando assim a abertura de mais leitos para o tratamento de pacientes de Covid-19. 

    “O trabalho marca a entrada da Fundação Hemoam nas ações do plano de contingência para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus executado pelo Governo do Amazonas”, destacou Marcellus Campêlo.

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Nova enfermaria em contêiner será instalada no Hospital Platão Araújo

    Segunda onda: Fundação de Medicina Tropical ganha leitos para Covid-19

    Câmaras frigoríficas são instaladas nos hospitais de Manaus