Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    Isolamento social no AM sofre queda brusca no Natal e Ano Novo

    Enquanto o isolamento cai, aumentam as internações de Covid-19 nas unidades de terapia intensiva (UTI) dos hospitais da capital, Manaus

    Aglomeração em porto de Manaus, em junho | Foto: Lucas Silva

    Manaus -No meio de um repique de coronavírus, o Amazonas registrou queda brusca de isolamento social durante o Natal e Ano Novo. Segundo dados do ODS Atlas Amazonas, o distanciamento na véspera do Natal foi de 0,41. No dia seguinte, houve aumento (0,52) e chegou até 0,57 em 27 de dezembro. Apesar disso, caiu para 0,43 no dia 31 de dezembro, Ano Novo.

     

    Gráfico mostra efeito das festas de fim de ano no isolamento
    Gráfico mostra efeito das festas de fim de ano no isolamento | Foto: Divulgação

    Enquanto as aglomerações crescem, por outro lado, aumentam também as internações de pacientes graves com o coronavírus. Em um gráfico da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) desta sexta-feira (1), já é possível observar a situação.

    O informe abaixo se refere às hospitalizações no Amazonas e varia de 0 a 180, sendo que seu pico foi em abril, no número 168. De acordo com o dado da FVS, atualmente o Estado se encontra na posição 125, com claro sinal de aumento. 

     

    Gráfico das hospitalizações por Covid-19 até 1 de janeiro de 2021
    Gráfico das hospitalizações por Covid-19 até 1 de janeiro de 2021 | Foto: Divulgação

    Segundo o coordenador do projeto Henrique Ferreira, o pico de isolamento social foi registrado no início de abril, quando Manaus atingiu 0,59, logo após o crescente número de casos no estado.

    “Tivemos um pico de isolamento social no início de abril depois desse pico, o isolamento foi caindo até maio e voltou a cair até o mês de setembro, quando tivemos os menores fatores. O isolamento voltou a aumentar em Manaus, no final de novembro, esse aumento está se mantendo até o final de dezembro, com o efeito do feriado e um segundo recorde de isolamento social”, afirmou.

    Segundo ele, esses indicadores são de extrema importância para monitorar a movimentação da população durante a pandemia.

    “Esses indicadores são importantes porque o distanciamento são as medidas mais preventivas para o controle da pandemia e são necessários apenas alguns minutos com uma pessoa contaminada aumentando o risco de transmissão. Se as pessoas permanecem em casa diminuem a velocidade de disseminação do vírus na população”, explicou Ferreira.

    O cálculo do monitoramento de indicador é feito baseado na média móvel de sete dias.

     

    A redução da taxa de letalidade pode ser atribuída ao  aprendizado médico
    A redução da taxa de letalidade pode ser atribuída ao aprendizado médico | Foto: Reprodução Internet

    Monitoramento

    O indicador de isolamento social monitora números e análises sobre a progressão da doença. É baseado no posicionamento dos celulares, um hexágono de 500m de raio, calculando-se quantos celulares existem naquela posição e, quantos estão em casa no período de 24h. Com isso, é feita a média para área do município, surgindo o indicador de distanciamento.

    Casos de Covid-19 no AM

    A Fundação de Vigilância em Saúde registrou, até este sábado (22), 293  novos casos de Covid-19, totalizando 201.867 casos da doença no estado. De acordo com o boletim, foram confirmados 29 óbitos por Covid-19,  o que é considerado um número alto e crescente. Ontem (1), as mortes haviam sido 12. Com isso, os óbitos em todo o Estado somam 5.325.

    Leia mais:

    Argentina recua e volta a barrar entrada de brasileiros

    AM confirma 401 novos casos e 10 mortes por Covid-19

    Após agravamento de pandemia, UEA adia vestibular e SIS