Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    30 novos leitos são anunciados para Hospital Beneficente Português

    Unidades de tratamento serão exclusivas para pacientes com Covid-19

     

    Em dois meses, houve um acréscimo de 125% na oferta de leitos exclusivos para Covid-19 na rede estadual de saúde, saindo de 457 para os atuais 1.038 leitos
    Em dois meses, houve um acréscimo de 125% na oferta de leitos exclusivos para Covid-19 na rede estadual de saúde, saindo de 457 para os atuais 1.038 leitos | Foto: Diego Peres/Secom

    Manaus - O governador Wilson Lima anunciou, que o Hospital Beneficente Português do Amazonas vai passar a disponibilizar 30 leitos exclusivos para pacientes com Covid-19, sendo 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 20 clínicos, anúncio foi feito neste domingo (03). 

    Com o aumento crescente da demanda de hospitalização pelo novo coronavírus (Covid-19) em Manaus, a rede estadual de saúde segue reorganizando a rede de assistência na capital amazonense. A medida, prevista na quarta fase do Plano de Contingência para o Recrudescimento da Covid-19, levou a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) a mobilizar todas as unidades, inclusive hospitais de fundações e maternidades, para receber pacientes com a Covid-19.

    “O Estado está trabalhando muito para ampliar a estrutura e garantir atendimento a todos aqueles que forem acometidos pela Covid. Nos últimos dois meses, mais que dobramos a quantidade de leitos, saímos de 457 para 1.038. O Estado está fazendo a sua parte, tendo apoio do Governo Federal, que também não tem medido esforços para nos enviar equipamentos. Agora, é preciso que a população também faça a sua parte. Siga os protocolos de saúde, evite aglomerações e use máscara”, reforçou Wilson Lima 

    O governador ainda destacou sobre a vinda da equipe do Ministério da Saúde, para Manaus, onde irão cumprir agenda desde o início da manhã, nessa segunda-feira (04/01). 

    “Os profissionais do Ministério da Saúde estão em contato permanente com o Estado do Amazonas, e amanhã esse grupo já vai iniciar, às 8h da manhã, uma reunião da qual vou participar. Eles vão conhecer a nossa rede e saber in loco quais são as principais necessidades, e de que forma que o Ministério vai poder aumentar essa ajuda que tem dado para o Estado”, explicou o governador. 

    Em relação à ação do Ministério Público do Estado (MPE-AM) a respeito do fechamento do comércio, o governador declarou que, até o momento, o Governo do Estado não foi notificado, mas que assim sair a notificação, ocorrerá uma reunião com o Comitê do Governo do Estado de Enfrentamento à Covid-19 para análise dos procedimentos cabíveis. 

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Com o fim do auxílio, 1,2 milhões de amazonenses serão prejudicados

    Ama cupuaçu? Confira receitas diferentes para fazer com a fruta

    Jiu-Jítsu, a paixão amazonense e fábrica de campeões