Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    No AM, representante do MS faz apelo para uso de cloroquina

    Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os mais recentes estudos envolvendo o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina não tiveram resultados que evidenciem a eficácia no tratamento da Covid-19

    A representante do Ministério da Saúde, enviada pelo Eduardo Pazuello, também atacou a imprensa afirmando que veículos de comunicação 'pregam a desinformação' | Foto: Reprodução/ Facebook

    Manaus (AM) - Durante o pronunciamento nas redes sociais ao lado do governador Wilson Lima (PSC), para tratar da segunda onda do novo coronavírus nesta segunda-feira (4), a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde, Mayra Pinheiro, defendeu o uso da cloroquina no tratamento precoce da Covid-19,  tese pregada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) da eficácia do remédio.

    “Hoje a gente já tem evidências científicas suficientes, inclusive avaliadas pelo Conselho Regional de Medicina do Estado do Amazonas, fazendo com que a gente possa ter muita tranquilidade que você possa receber medicamentos que vocês aqui no Amazonas já usam há muito tempo para tratamento da malária, com baixíssimo risco de causar efeitos colaterais”, declarou Pinheiro.

    A representante do Ministério da Saúde, enviada pelo Eduardo Pazuello, também atacou a imprensa afirmando que veículos de comunicação 'pregam a desinformação'.

    Mayra fez um apelo aos profissionais da medicina no Amazonas para que eles prescrevam o medicamento para pacientes diagnosticados com o coronavírus.

    Apesar da insistência do presidente e da sua equipe em receitar tais medicamentos no tratamento da Covid-19, a comunidade científica internacional praticamente abandonou qualquer esperança de eficiência da cloroquina e hidroxicloroquina.

    Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os mais recentes estudos envolvendo o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina não tiveram resultados que evidenciem a eficácia no tratamento da Covid-19.

    Já no caso da ivermectina, o órgão se posiciona “fortemente contra o uso de ivermectina para quaisquer outros propósitos diferentes daqueles para os quais seu uso está devidamente autorizado.”

    Outras ações da representante

    Ao longo do dia, a comitiva do Ministério da Saúde fará visitas a seis unidades de saúde de Manaus. “Queremos visitar as unidades para saber da situação dos pacientes e dos profissionais de saúde, para que, assim, a gente possa ter uma noção dos espaços que estão sendo utilizados e possa orientar melhor a utilização desses espaços. É urgente que nós possamos ter a real necessidade de leitos, de equipamentos e de profissionais para que o Ministério da Saúde possa providenciar todos os recursos que forem necessários para socorrer a população do Amazonas. Esse é o nosso objetivo maior”, explicou a secretária da SGTES, Mayra Pinheiro. 

    Confira a coletiva de imprensa:

    Leia Mais

    Ministério da Saúde visita Manaus e alinha ações contra pandemia