Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Prefeito de Manaus alinha ações com MS para acelerar vacinação

    Autoridades estão preocupadas com o aumento de casos em Manaus. Rede pública de saúde está em colapso e cidade entrou em alerta roxo.

     

     O encontro aconteceu na noite desta terça-feira (5), no Centro de Cooperação da Cidade (CCC)
    O encontro aconteceu na noite desta terça-feira (5), no Centro de Cooperação da Cidade (CCC) | Foto: Dhyeizo Lemos / Semcom

    Manaus - O prefeito de Manaus David Almeida (Avante) participou de uma reunião com representantes do Ministério da Saúde e governo do Amazonas, para alinhar as ações de combate à Covid-19 na cidade. O encontro aconteceu na noite desta terça-feira (5), no Centro de Cooperação da Cidade (CCC), localizado no Parque 10, zona Centro-Sul. 

    O prefeito voltou a salientar a importância do trabalho em conjunto entre os governos e a importância da disponibilização, o quanto antes, da vacina contra a doença na imunização da população. 

    "Estou em conversas com parceiros privados. Sabemos que precisa do aval do governo federal e da agência reguladora, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Nós estamos buscando, além dessa opção de recebermos a vacina do governo federal, outras alternativas para que Manaus possa, efetivamente, adquirir a vacina e fazer a imunização da sua população o mais rápido possível", afirmou o prefeito. 

    O encontro contou com a presença do diretor do Ministério da Saúde(MS), Vinícius Nunes, do secretário de Estado de Saúde (SES-AM), Marcellus Campêlo, da secretária municipal de Saúde (Semsa), Shádia Fraxe, e terminou com os governos firmando a parceria, para ampliar os esforços no combate ao aumento no número de casos de Covid-19 no Amazonas. 

    "A partir de segunda-feira (11), estaremos com ações integradas com distribuição maciça de medicamentos e teste rápido. Vamos fazer a testagem da população e essas ações conjuntas, certamente vão minimizar, vão diminuir a incidência da procura das pessoas às unidades do Estado, de média e de alta complexidade".

    Leia mais:

    www.emtempo.com.br/coronavirus

    www.emtempo.com.br/ultimas

    www.emtempo.com.br/saude 

    *Com informações da assessoria