Fonte: OpenWeather

    Luto


    Ex-prefeito de Careiro da Várzea, Ramiro Gonçalves, morre de Covid-19

    Ramiro foi prefeito de Careiro da Várzea entre 2017 e 2020. Lideranças políticas do Amazonas se manifestaram sobre a perda do ex-prefeito

     

    O político lutava contra a Covid-19 desde a semana retrasada
    O político lutava contra a Covid-19 desde a semana retrasada | Foto: Reprodução/Internet

    Manaus - O ex-prefeito de Careiro da Várzea, Ramiro Gonçalves de Araújo, morreu na noite desta segunda-feira (11), aos 65 anos, vítima de Covid-19, em Manaus. O político estava internado em um hospital particular da capital desde a última sexta-feira (8).

    Ramiro ocupou o mais alto cargo municipal de Careiro da Várzea entre 2017 e 2020, eleito pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Ele disputou a reeleição, mas perdeu para o então candidato Pedro Guedes.

    O político lutava contra a Covid-19 desde a semana retrasada, e após o agravamento no seu estado de saúde, chegou a ser encaminhado para um leito da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital particular onde estava internado, mas não resistiu e acabou falecendo.  

    Trajetória

    Filho de Brás Gonçalves de Araújo e de Adelina Gonçalves de Araújo, Ramiro era funcionário de um banco privado, na década de 80, quando recebeu o primeiro convite para entrar na vida pública, a princípio, recusado por ele. Mas logo a sua carreira política teria início.

    Apesar de ter ocupado cargos importantes em secretarias municipais do Iranduba, o ex-bancário faria do Careiro da Várzea o seu berço político.  

    Decidido a se tornar prefeito do município, Ramiro concorreu, e perdeu quatro eleições consecutivas – em 2000, 2004, 2008 e 2012.  Somente na sua quinta disputa, ele conseguiu se sagrar vencedor do pleito.

    O político morreu menos de duas semanas depois de seu último dia à frente da prefeitura. Ele deixa a sua esposa, dona Fátima Gonçalves, seis filhos e 11 netos.

     

    Ele deixa a sua esposa, dona Fátima Gonçalves, seis filhos e 11 netos
    Ele deixa a sua esposa, dona Fátima Gonçalves, seis filhos e 11 netos | Foto: Reprodução/Internet

    Repercussão

    Lideranças políticas do Amazonas se manifestaram sobre a morte de Ramiro Gonçalves.

    Pedro Guedes, atual prefeito de Careiro da Várzea, decretou luto oficial de três dias e prestou solidariedade ao ex-adversário. “Nossas diferenças estiveram apenas no campo da política, mas entre nós sempre houve respeito e hombridade. Nesse momento de muita dor quero me solidarizar com a esposa, senhora Fátima, os filhos, parentes e amigos”, disse ele em uma rede social.

    Eduardo Braga, senador do Amazonas pelo MDB, lamentou a perda. “Siga em paz, amigo Ramiro Gonçalves! Seu legado em Careiro da Várzea, cidade pela qual teve tanto carinho e que administrou como prefeito, permanecerá entre a população local e nós, seus amigos e admiradores“

    O prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), se solidarizou com os familiares do político. “Passamos o fim de semana lamentando a perda de inúmeras pessoas e agora me deparo com morte de mais uma pessoa querida. Que neste momento tão difícil Deus seja a fortaleza da família e amigos do Ramiro”, declarou David.

    Familiares prestam homenagem

    Em um post no Facebook, Raphaela Gonçalves se declarou ao pai. “O meu pai faz com que eu queira ser melhor a cada dia. É por ele que eu estou aqui, não escrevendo, mas vivendo. O sangue dele corre junto ao meu e isso me revigora a cada manhã̃".

    Aline Cassiano, sobrinha de Ramiro, lamentou o falecimento do político "Eu só queria te abraçar, só pedir para você ficar na nossa família mais um pouquinho, tem tanta coisa para você vibrar conosco. Obrigada tio, por ter sido o melhor pai, filho, irmão e amigo(...)".

    Talita Freire, filha do político, também enalteceu o pai. ”Ele não era só um pai para mim e meus irmãos, mais para todos ao seu redor, sempre tinha as mãos estendidas para ajudar a todos que precisassem, era um excelente amigo, nunca vi ninguém pedir dinheiro emprestado dele que ele emprestasse, ao contrário ele dava o que tinha ou o que fosse necessário”.

    Hewerton Gazel, sobrinho do ex-prefeito, afirmou que o tio era o segundo pai. “Quando você se entende por gente, e não tem o seu pai para te ensinar e te defender, mas percebe que Deus te presenteou com um tio especial que estava ali para que o der e vier (...)”.

    Leia mais

    Jornalista Agnaldo Oliveira morre vítima de Covid-19 no Amazonas

    Empresário Walid Aziz, irmão do senador Omar Aziz, morre de Covid-19

    'Estamos em luto': ator Luís Miranda lamenta morte de prima em Manaus