Fonte: OpenWeather

    Transferência


    Amazonas pede para transferir 60 bebês prematuros para outros estados

    Os bebês estão internados nas unidades da capital amazonense e correm o risco de ficar sem oxigênio

     

    | Foto: Divulgação

    Manaus - Com o sistema de saúde colapsado, o Estado do Amazonas avisou aos outros estados brasileiros que precisa transferir pelo menos 60 bebês prematuros. Eles estão internados nas unidades da capital amazonense e correm o risco de ficar sem oxigênio. As informações são da CNN Brasil. 

    O pedido para que governadores chequem se há leitos de internação neonatal disponíveis foi feito na manhã desta sexta-feira (15). O presidente do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e secretário de saúde do Maranhão, Carlos Lula confirmou a informação à CNN.

    Segundo ele, o Maranhão vai conseguir receber de cinco a dez bebês. A logística para viabilizar a transferência ainda não foi definida. Outros estados ainda verificam quantos prematuros conseguiriam receber.

    O Estado vive uma situação caótica com disparada de casos de Covid-19 e a falta abastecimento de oxigênio medicinal nos hospital da rede pública. O Amazonas tem 223.360 pessoas infectadas pela Covid-19 e 5.930 mortes. Entretanto, esses dados são de quarta-feira (13), divulgados pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

    O número é muito maior, levando em consideração os dados de quinta-feira (14), o pior dia da pandemia no Amazonas, até então. O boletim deve ser divulgado nesta sexta-feira (15).

    Ao EM TEMPO, a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) informou que, assim como está ocorrendo com pacientes adultos com Covid-19, internados na rede estadual de saúde e que necessitam de suporte de oxigênio, a força-tarefa montada pelo Governo do Amazonas e Governo Federal também vai transferir, para hospitais de outros Estados, bebês recém nascidos internados nas maternidades públicas do Amazonas. 

    "Os recém-nascidos serão transferidos a partir da autorização dos pais e serão acompanhados pelas mães. Técnicos da secretaria estão trabalhando no planejamento da logística de transferência e o quantitativo está sendo avaliado de acordo com as condições clínicas dos recém-nascidos", diz a secretaria em nota.

    Outras transferências 

    Na manhã desta sexta-feira (15), A Força Aérea Brasileira (FAB) levou o primeiro grupo de pacientes do Amazonas para receber atendimento médico em outro estado do país. Segundo a FAB, 9 doentes foram transferidos para uma unidade de saúde de Teresina, no Piauí. 

    Inicialmente, a previsão era de que 13 pacientes seriam levados para o estado nordestino, entretanto o quadro clínico de quatro passageiros se desestabilizou, e, por isso, a transferência deles foi suspensa.

    Além dos nove passageiros que foram à Teresina, outros cinco membros de uma equipe médica também foram levados para acompanhar os pacientes no Piauí. 

    O voo saiu de Manaus às 8h30 da manhã pelo horário de Brasília (7h30 na capital amazonense), fez uma escala intermediária em Belém, e depois seguiu Teresina. Um segundo grupo de 15 pacientes deve ser encaminhado para São Luís, no Maranhão, também nesta sexta-feira.

    A medida é uma das estratégias para melhorar o atendimento nas unidades de saúde de Manaus que estão sobrecarregadas e sofrem com a escassez de oxigênio devido ao aumento da demanda nos últimos 15 dias.

    O secretário de Atenção Especializada do Ministério da Saúde (MS), coronel Luiz Otávio Franco Duarte, que coordena a operação, explicou que os pacientes transferidos têm condições adequadas e o suporte necessário para o transporte.

    “São pacientes que ainda continuam dependente do oxigênio, mas eles têm toda a segurança para serem aerotransportados. É muito importante entender que o paciente do Amazonas que subir na aeronave terá toda a segurança e assistência, com cobertura até de assistentes psicossociais para que não haja falha nenhuma”, garantiu. 

    Leia mais:

    Amazonas recebe 6 mil litros de oxigênio durante a madrugada

    Guerra contra Covid: FAB leva 1º grupo de doentes do Amazonas ao Piauí

    Vídeo:polícia apreende caminhão com 33 cilindros de oxigênio em Manaus