Fonte: OpenWeather

    DOAÇÃO


    Grande Loja Maçônica do AM reúne doações para internados e hospitais

    A organização aceita qualquer donativo, sejam equipamentos hospitalares, itens de cesta básica ou contribuição em dinheiro

    Doações da Grande Loja Maçônica em maio de 2020, primeira onda da pandemia | Foto: Divulgação

    Manaus - Em meio a crise de saúde causada pela pandemia de Covid-19, a Grande Loja Maçônica do Amazonas (Glomam) anunciou, nesta quarta (20), que irá organizar uma série de doações para pacientes e profissionais de hospitais, em Manaus. A organização aceita qualquer donativo, sejam equipamentos hospitalares, itens de cesta básica ou contribuição em dinheiro. 

    Em anúncio nas redes sociais, o Sereníssimo Grão-Mestre Marcelo Barbosa Peixoto, caracterizou a ação como uma forma de ajudar o Amazonas.

    “Iremos ajudar as famílias que estão na frente dos hospitais e a sociedade amazonense que está necessitando. Juntos podemos somar forças e fazer a diferença! ”, comentou ele.

    Veja o vídeo que anuncia a ação | Autor: Divulgação
     

    As doações podem ser levadas ao Condomínio Delta, na Avenida Mário Ypiranga (antiga Rua Recife), n.º 1686. Caso queira entregar donativos ou pedir ajuda, a Glomam disponibiliza os seguintes contatos: (71) 9318-5000 (Alexandre Rolins); e (92) 98187-9199 (Hiram).

    "Estamos pedindo a relações dos hospitais, UBS e entidades com necessidade de insumos, e baseado nisso, estamos fazendo a entrega. Entramos em contato com a unidade doamos as arrecadações", explica João Bosco, secretário de Cultura e Esporte da Glomam.

     

    Caso queira doar algum valor, pode utilizar o código PIX da imagem ou entrar em contato com a Glomam
    Caso queira doar algum valor, pode utilizar o código PIX da imagem ou entrar em contato com a Glomam | Foto: Divulgação

    Para o maçom, a ação representa a participação dos irmãos em mais um momento difícil da sociedade.

    " A maçonaria tem um histórico de sempre participar dos momentos cívicos mais significantes da história do Brasil, como na Independência do Brasil, abolição dos escravos e muitas outras benfeitorias. Portanto, não poderíamos ficar de fora desse momento em que  estamos passando no Amazonas", comenta Bosco.

    Leia mais: 

    Amazonas registra mais de 5 mil casos de Covid-19 nesta quarta (20)

    Fametro doa EPI's para profissionais da saúde de Manaus