Fonte: OpenWeather

    Toque de Recolher


    Insatisfeitos, feirantes obedecem decreto e lamentam perdas em Manaus

    Com a presença da fiscalização realizada pela Polícia Militar, os últimos dias estão sendo corridos, os profissionais se apressam para cobrir as mercadorias e fechar boxs no tempo estipulado

     

    Trabalhadores contaram o drama que vivem com as medidas do toque de recolher
    Trabalhadores contaram o drama que vivem com as medidas do toque de recolher | Foto: Suyanne Lima

    Manaus - Feirantes que atuam na Feira da Manaus Moderna, no bairro Centro, na Zona Sul de Manaus, estão obedecendo o decreto estadual que determina o fechamento dos espaços às 10h, até o dia 31 deste mês. No entanto, o curto horário de funcionamento tem causado grandes perdas aos trabalhadores.

    Com a presença da fiscalização realizada pela Polícia Militar, os últimos dias estão sendo corridos, os profissionais se apressam para cobrir as mercadorias e fechar boxs no tempo estipulado, mas lamentam os prejuízos.  

    "Quem vai sofrer são os pobres comprando batata de R$ 20 o quilo. Laranja ninguém mais vai conseguir comprar. O consumidor final é quem vai sentir. Isso é um descaso. O produtor não está produzindo porque quando chega aqui nós não iremos comprar, pois a mercadoria vai estragar. Essa é a situação real da feira.  A população que vinha comprar não está vindo porque fecha cedo demais", lamentou o feirante Júlio Cesar Soares. 

     

    Bancas estão fechando às 10h
    Bancas estão fechando às 10h | Foto: Suyanne Lima

    O carregador de mercadorias Alan Souza, de 29 anos, também está sentindo os efeitos do fechamento adiantado da feira. 

    "Quando os barcos chegam, a feira já fechou e não tem mais serviço para nós que somos carregadores. Vejo produtores chegando com mercadorias depois das 10h e voltando para descartar o material. Está ruim para todos nós.  O horário de funcionamento deveria ser prolongado. Muitos aqui moram de aluguel", contou o carregador.

    Ações policiais  

    As fiscalizações irão prosseguir enquanto o decreto estiver válido. Na quinta-feira (28), a Feira do Produtor, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste da capital, estava funcionando além do horário permitido, de 4h às 10h. As equipes de fiscalização solicitaram aos responsáveis pelos boxes o encerramento das atividades.

    Veja os relatos 

    Leia mais

    Com prejuízos, feirantes fazem manifestação contra decreto em Manaus 

    ‘População não contribui e decreto pode ser prorrogado’, alerta SSP-AM

    Feira do Produtor é recapeada após 12 anos