Fonte: OpenWeather

    Flexibilização


    Manaus passa da fase roxa para a fase vermelha, diz Wilson Lima

    Em pronunciamento, o governador anunciou uma série de flexibilização das medidas restritivas na capital. No entanto, o interior do Estado continua na fase roxa.

     

    Wilson Lima fez o anúncio neste manhã.
    Wilson Lima fez o anúncio neste manhã. | Foto: Reprodução/Internet

    Manaus -  O governador do Estado Wilson Lima (PSC) anunciou, na manhã deste sábado (13), que a capital amazonense saiu da fase roxa - a mais grave da pandemia, e entrou na fase vermelha. Com a decisão, o governador anunciou uma série de flexibilizações das medidas restritivas, cuja mais expressiva delas é a abertura do comércio e dos serviços em geral, que poderão voltar a funcionar, mas somente na modalidade de drive-thru, das 8h às 15h. A circulação de pessoas nas ruas continua suspensa entre o período das 19h às 6h da manhã, em todo o Estado.

    Segundo Lima, diferentemente da capital, o cenário da Covid-19 continua se agravando no interior do Amazonas, e por isso, a flexibilização é válida apenas para Manaus, já que os demais 61 municípios continuarão na fase roxa.

    "Todas as mudanças que estamos fazendo são baseados no nosso quadro epidemiológico. Estamos realizando essa flexibilização de acordo com a nossa capacidade de atendimento da rede pública de saúde", afirmou o chefe de poder executivo estadual.

    De acordo com o governador, a partir da próxima segunda-feira (13), ficarão permitidos em Manaus:

    - Comércio em geral no no sistema drive-thru, de 8h às 15h, mediante a plano de operacionalização elaborados por representantes da classe e aprovados pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19;

    - Comércio eletrônico;

    - Obras emergenciais em residências;

    - Obras de serviços mecânicos, excesso de serviços de pintura e funilaria;

    - Serviços de beleza, barbearia e similares, ambos exclusivamente em atendimento domiciliar;

    - Transporte intermunicipal de passageiros restrito ao deslocamento de pessoas para atendimento a serviços essenciais de saúde, e execução de atividades e  prestações de serviços cujo funcionamento está permitido no decreto;

    - Transporte de cargas e de trabalhadores do setor da Indústria;

    - Atividades físicas ao ar livre.

    Padarias, supermercados, farmácias, e outros serviços essenciais continuam funcionando normalmente.

    "Quero agradecer o sacrífico do povo amazonense nessa pandemia. Os resultados positivos já começa a aparecer, mas não podemos baixar a guarda e deixar de tomar os cuidados necessários, para que continuamos a avançar nessa batalha", pontuo o Governador. 

    Leia mais

    Emoção: mais setes pacientes recuperados voltam ao Amazonas

    Wilson Lima solicita antecipação da campanha de vacinação contra gripe

    Amazonas é segundo estado com mais mortes de jornalistas por Covid-19