Fonte: OpenWeather

    Trajetória


    Com notória carreira no judiciário, Aristóteles Thury deixa legado

    O desembargador esteve a frente de momentos históricos no TRE-AM e cumpria mandato na presidência do órgão, desde o ano passado

     

    Thury deixa sua marca na Justiça do Amazonas
    Thury deixa sua marca na Justiça do Amazonas | Foto: Divulgação

    Manaus - Eleito presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) em maio de 2020, para o biênio-2020-2022, o desembargador Aristóteles Lima Thury possuiu uma extensa e notória carreira, sendo juiz do Tribunal do Júri por longos anos, além de eminente professor de Direito Penal. 

    O magistrado faleceu no domingo (14), em decorrência de complicações da Covid-19, após mais de um mês lutando contra a doença. Foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), em Manaus, e depois transferido para o hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. Thury deixa sua marca na Justiça do Amazonas.

    Aristóteles Thury era graduado em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), em 1976, e pós-graduado em Direito Penal e Direito Processual Penal pela Fundação Universidade do Amazonas, em 2000.

    Thury teve longa carreira sedimentada nas Justiças Comum e Eleitoral, tanto na primeira quanto na segunda instâncias. Como juiz eleitoral no interior do estado do Amazonas, atuou na 38ª Zona Eleitoral em Tapauá, na 56ª Zona em Iranduba, na 44ª Zona em Pauini e na 50ª Zona em Juruá. Na capital, foi titular da 40ª Zona Eleitoral e, no ano de 2000, foi designado para conhecer e julgar as reclamações e representações daquele pleito.

    De 2002 a 2006 assumiu a Corte na vaga de Juiz de Direito da classe dos magistrados, período em que teve atuação marcante ao presidir a Comissão de Auxílio aos Trabalhos de Apuração, digitação, totalização e transmissão do pleito (1º e 2º turnos). Foi também diretor da Escola Judiciária Eleitoral em 2005, mesmo ano em que foi designado para compor a Comissão Especial Apuradora do Referendo sobre a proibição da comercialização de armas de fogo e munições.

    Em 2008 foi eleito, pelo critério de merecimento, desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM).  Um ano depois, Thury assumiu a Presidência da Associação dos Magistrados do Estado do Amazonas (AMAZON), sendo reeleito para o cargo em 2011

    Em 2010 o magistrado ocupou a vaga de membro substituto destinada aos desembargadores do TJAM e, no biênio 2018-2020, foi Vice-Presidente e Corregedor do TRE-AM. Neste período, o órgão foi congratulado com inédita premiação do Selo Diamante, no prêmio CNJ de Qualidade, ocupando a 4ª posição dentre os 90 tribunais participantes. Ao longo de sua carreira de magistrado, também lecionou as disciplinas de Direito Penal e Processual Penal em diversas Faculdades do Amazonas.

    Leia Mais:

    Presidente do TRE-AM, Aristósteles Thury, morre vítima de Covid-19

    Thury e Lins assumem TRE-AM há cinco meses da eleição pós-pandemia

    Presidente do Tribunal Regional Eleitoral está na UTI com Covid-19