Fonte: OpenWeather

    Tragédia


    Casa desaba e missionário morre soterrado enquanto dormia em Manaus

    A vítima era evangelista há mais de 25 anos e apresentava um programa em uma rádio na cidade. O local era usado como uma vidraçaria, onde o missionário trabalhava e costumava dormir

     

    Corpo de Américo foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal
    Corpo de Américo foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal | Foto: Divulgação

    Manaus - O missionário e vidraceiro Américo dos Santos, que tinha 44 anos, morreu soterrado enquanto dormia dentro da própria casa que desabou durante a madrugada desta quinta-feira (18). O imóvel ficava localizado na avenida Governador José Lindoso, no conjunto Boas Novas, na Zona Norte de Manaus. 

    Conforme o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBM-AM), o acionamento foi realizado à 1h25. No local, os oficiais realizaram a estabilização da estrutura colapsada e retiraram o corpo da vítima. A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atestou o óbito.  

    Américo era evangelista há mais de 25 anos e apresentava um programa em uma rádio na cidade. O imóvel era alugado e no espaço estava instalado uma vidraçaria, onde a vítima trabalhava. O missionário também costumava dormir no local e no momento da tragédia estava sozinho. 

    Após o desabamento, vizinhos de Américo tentaram ajudar os bombeiros no resgate em meio aos escombros.  Horas depois, a Defesa Civil de Manaus esteve no local do desabamento e avaliou a estrutura.

    | Autor: Divulgação
     

    " Infelizmente nessa ocorrência tivemos uma morte. Após a informação trouxemos nossa equipe de urgência e emergência. No local dá para notar a estrutura muito molhada devido às fortes chuvas e em função disso houve infiltração ao longo dos anos. Houve um deslocamento nos pilares da estrutura fazendo que ela desmoronasse. Uma vez que tem ocorrência com um óbito é importante a perícia do Instituto de Criminalística que deve indicar as prováveis causas do problema", destacou o major Falcão, diretor de operações da Defesa Civil do Amazonas.  

    O corpo de Américo foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil deve investigar o caso. 

    Veja a live no local da ocorrência