Fonte: OpenWeather

    Tremor de terra


    Reflexos de terremotos são mais constantes em Manaus

    Apesar do Brasil não estar localizado geograficamente em zona de convergência de placas tectônicas, Manaus pode sentir a consequência de novos tremores

    No último dia 31 de janeiro, os moradores de Manaus passaram por mais um susto ao sentirem a terra tremer | Foto: Divulgação/Wagner Moreira

    Manaus (AM) - Os reflexos de terremotos são cada vez mais constantes em Manaus. De 2018 até a publicação desta matéria ocorreram três tremores de terra, consequência de terremotos nos países vizinhos. Os tremores causaram sustos entre os manauaras, mas nenhum grande dano foi registrado. 

    No último dia 31 de janeiro, os moradores de Manaus passaram por mais um susto ao sentirem a terra tremer. Os abalos são réplicas do terremoto de magnitude de 5.9 na escala Richter, que atingiu a Guiana e também foram sentidos em Roraima.

     

    Terremoto que atingiu Boa Vista, em Roraima, teve o epicentro na divisa com a Guiana
    Terremoto que atingiu Boa Vista, em Roraima, teve o epicentro na divisa com a Guiana | Foto: Reprodução

    O sismólogo Paulo Azevedo, professor da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), explica que este tremor sentido aqui não foi fruto do deslocamento de placas tectônicas. “Isso ocorreu por conta da Guiana estar em uma região intraplaca, ou seja, dentro do continente Sul-americano, tendo como possível causa acomodações de camadas geológicas. Todavia, se faz necessário uma análise no contexto geológico da região para ter uma melhor definição das causas destes terremotos".

    Para o especialista, o último evento da Guiana pode ter a mesma origem de outros tremores que ocorrem próximo. "Estes terremotos podem ter o mesmo epicentro em comum. Mas devido a pequenas margens de erros eles aparecem em localizações distintas".

    Azevedo também explica que não é possível prever novos tremores em Manaus. “Porém, as estações que são muito sensíveis identificam o deslocamento abaixo do chão e mesmo pequenos tremores podem ser detectados". A estação mais próxima da capital amazonense fica em Manacapuru, pertencente a Rede Sismográfica Brasileira e opera desde 2014 fornecendo informações de eventos ocorridos na região.

    O chefe da Divisão de Sensoriamento Remoto e Geofísica (DISEGE), Luiz Gustavo Rodrigues Pinto, despreocupa os amazonenses sobre novos tremores. “As possibilidades de novos terremotos são mínimas, pois Manaus está bem no meio da placa tectônica da América do Sul”.

    Consequências de tremores

    Para o engenheiro civil e especialista em estruturas, Thiago Maron, a intensidade do tremor que chegou na capital não deve comprometer a estrutura de prédios, porém algumas construções, por já terem patologias, podem sofrer prejuízos estruturais em consequência desses abalos. “Por isso é tão importante a vistoria periódica dessas edificações”, explica o profissional.

    O master em Patologias Avançadas e Perito, destaca ainda que em edificações mais novas, de até 20 anos, a inspeção deve ser feita a cada cinco anos. Já em obras mais antigas, a recomendação é a cada dois ou três anos.

    “Quanto mais cedo a identificação de possíveis problemas, melhores os resultados de manutenção e menores os valores investidos em reformas e consertos”, justifica Maron.

    Brasil teve 30 tremores em janeiro

     

    Casa destruída no terremoto de Itacarambi, Minas Gerais, em 2007
    Casa destruída no terremoto de Itacarambi, Minas Gerais, em 2007 | Foto: Samarone Xavier/ Revista Época

    Apenas neste começo de ano, o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) já registrou 30 tremores de terra em território brasileiro. Em 2020, segundo a Revista Época, os pesquisadores verificaram a ocorrência de 248 terremotos no Brasil, mas desse total, apenas três tiveram a magnitude acima de 4 pontos na escala Richter, a partir da qual são percebidos ruídos e oscilações dos objetos.

    O único que resultou em morte aconteceu na comunidade de Caraíbas, na zona rural de Itacarambi, em Minas Gerais. Na noite de 9 de dezembro de 2007, um tremor de terra provocou o desabamento de seis casas e os escombros de uma delas matou uma menina de 5 anos. O abalo sísmico atingiu 4,9 pontos na escala Richter.

    Tremores de terra sentidos em Manaus

    De 2018 até janeiro de 2021, a capital amazonense sentiu três tremores de terra. No dia 21 de agosto de 2018, um forte terremoto sacudiu o Norte da Venezuela e foi sentido no Brasil, em cidades como Manaus, Boa Vista, Macapá e Belém. O tremor causou susto entre os venezuelanos e brasileiros, mas nenhum grande dano foi registrado.

    O último grande terremoto que atingiu a região próxima a Manaus foi registrado em agosto de 1983, com magnitude 5,5 na escala Richter. Depois disso, apenas tremores menores foram observados na capital do Amazonas.

    No dia 26 de maio de 2019 moradores de vários prédios em Manaus sentiram um tremor na estrutura das edificações. O abalo foi efeito de um terremoto ocorrido no Peru. O terremoto no Peru atingiu a magnitude de 8,1 graus na escala Richter.

    O tremor testemunhado no dia 31 de janeiro foi o maior sentido no Brasil desde 1955, quando ocorreu um sismo de 5.5 pontos na escala Richter em Codajás, no Amazonas. O terremoto no fim de janeiro chegou a 5.6 pontos, atingiu todo o estado de Roraima e chegou até Manaus. O epicentro foi na Guiana, perto da divisa com o Brasil, segundo o Centro de Sismologia da USP.

    Capacidade de monitoramento

    Parte dos terremotos sequer é registrada. Primeiro porque as magnitudes são baixas, entre 2 e 3, quase imperceptíveis para as pessoas. Tremores com essas intensidades ocorrem mensalmente no Brasil.

    A percepção de que terremotos são raros no Brasil também está associada à baixa capacidade de detecção no país. Conforme a Revista Época, o Centro de Sismologia da USP da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), começou a ser formado em 2010 e hoje conta com 120 estações com sismômetros. Desde então, o número de terremotos registrados no país aumentou.

    Leia Mais

    Tremores de terra e a relação com a estrutura de prédios

    Terremoto na Guiana é sentido em Manaus e assusta moradores de prédios

    Tremor de terra deixa dezenas de feridos e danos materiais no Irã