Fonte: OpenWeather

    Amazonas


    Operação da Prefeitura retira oito carros abandonados das ruas

    Oito veículos abandonados nas ruas dos bairros Compensa, São Jorge e Santo Antônio, na Zona Oeste, foram removidos na tarde desta segunda-feira (22)

    A ação de remoção é realizada por agentes de trânsito em várias etapas | Foto: Divulgação / IMMU

    Manaus (AM) - Oito veículos abandonados nas ruas dos bairros Compensa, São Jorge e Santo Antônio, na zona Oeste, foram removidos na tarde desta segunda-feira (22) pela Prefeitura de Manaus, por meio dos agentes de trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

    O trabalho foi determinado pelo prefeito David Almeida, para evitar o risco de doenças, acúmulo de lixo e garantir vias com mais fluidez no trânsito.

    A ação de remoção é realizada por agentes de trânsito em várias etapas.

    Primeiro, é feito o mapeamento com a localização dos carros abandonados, de acordo com a solicitação de munícipes via telefone do plantão do trânsito (0800 092 1188).

    Os agentes fazem uma lista com a programação de remoção, tentam localizar o proprietário do veículo e dão um prazo para que a sucata seja retirada da via.

    Dois dias depois, voltam aos endereços e guincham os veículos.

    “Essas sucatas só servem para acumular lixo e abrigar usuários de entorpecentes. Vamos intensificar e desobstruir as vias e calçadas, retirando essas carcaças. Estamos determinados a atender todas as áreas da cidade, como recomendou o prefeito David Almeida”, informou o chefe de Divisão da Área Oeste do IMMU, Roosevelt Farias.

    Os veículos removidos são levados para o parqueamento da prefeitura no bairro Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul.

    O proprietário interessado em retirar o veículo deverá pagar pendências com impostos e multas e as despesas com a remoção.

    *Em Tempo com informações da assessoria

    Leia mais:

    Moradores do Lírio do Vale pedem ajuda para reconstruir pontes

    Ruas do São José 4, na zona Leste de Manaus recebem asfalto

    Cheia deixa em emergência municípios do Amazonas