Fonte: OpenWeather

    Pet


    Projeto implanta serviço com castramóvel e faz doação de ração no AM

    Os interessados podem se candidatar até o dia 5 de março acessando o edital e sua retificação na página da FAS. Saiba Mais!

    O projeto tem o objetivo de trabalhar no controle populacional de cães e gatos na região | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Atendimento veterinário em castramóvel e doação de ração a cuidadores e protetores de animais são algumas das ações que serão implementadas em municípios da Região Metropolitana de Manaus. As ações serão executadas pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS), com supervisão da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), dentro do projeto “Apoio à formulação, implementação e execução da Política Estadual do Bem-estar Animal e da Fauna Doméstica''.

    O projeto tem o objetivo de trabalhar no controle populacional de cães e gatos na região, garantindo o bem-estar desses animais por meio de ações como castração cirúrgica e atendimento veterinário. As intervenções acontecerão em Manaus, Manacapuru e Novo Airão, e nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro e Puranga Conquista e na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro. O primeiro ‘castramóvel’ que será utilizado no atendimento já foi adquirido, com previsão de chegada ainda neste mês de fevereiro.

    Outra ação já em andamento do projeto é a doação de ração para protetores e cuidadores de cães e gatos. O objetivo é auxiliar o trabalho de quem atua na causa da proteção da fauna doméstica no Amazonas por meio da doação de ração animal. Os interessados podem se candidatar até o dia 5 de março acessando o edital e sua retificação na página da FAS através do link Projeto Bem-estar Animal e Fauna Doméstica

    Segundo a gestora do projeto na FAS, Camila Pires, a iniciativa em prol de políticas públicas para animais é nova, não só dentro da Fundação, como no Estado do Amazonas. Ela explica que garantir o bem-estar da fauna doméstica também é uma questão de saúde pública.

    “Quando falamos de saúde única, englobamos a saúde dos seres humanos, do ambiente e dos animais. A relação do ser humano com seus animais é muito próxima e traz diversos benefícios para os dois lados, mas quando existe algum desequilíbrio ou falta de cuidados, podem surgir problemas como o risco de transmissão de doenças [zoonoses], por exemplo. Por isso, atuar nessa iniciativa se faz importante, para cuidar dos animais, que merecem nosso cuidado, e por questões de saúde pública”, explica a gestora.

    Leia Mais

    Conheça microempreendedores que se reinventaram na pandemia em Manaus