Fonte: OpenWeather

    Reciclagem


    Evento em Manaus recolhe materiais recicláveis e transforma em renda

    Livros, jornais, revistas, folhetos e impressos em geral, assim como materiais eletrônicos como pilhas, baterias, celulares, televisão são alguns dos objetos que podem ser doados

    Intitulado “Drive-thru Ambiental” projeto recolhe materiais vistos como lixo em Manaus e transforma em fonte de renda | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Iniciado em setembro de 2020 e já na sua 4ª edição, o Projeto ‘Drive-thru Ambiental’ (termo que em inglês se designa a uma troca comercial que se realiza por meio da janela do carro do cliente) tem por objetivo dar o destino correto a revistas, livros, produtos eletrônicos e outros materiais cujo descarte requer atenção.

    O encontro será realizado no próximo sábado (27), das 12h às 17h, na Igreja Batista do Tarumã, nº 2008, localizada na avenida do Turismo, esquina com a avenida do Cetur, bairro Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. O evento será gratuito.

    No evento, um ponto da coleta será instalado e vai receber objetos geralmente descartados pela população manauara. “A pessoa que quiser contribuir e possui algum material que estava destinado para o descarte, pode ir com o seu carro no ponto instalado e entregar para a equipe que estará no local”, afirma o fundador e coordenador do projeto, Thiago Andrade

    Livros, jornais, revistas, folhetos e impressos em geral, assim como materiais eletrônicos como pilhas, baterias, celulares, televisão são alguns dos objetos que podem ser doados. Até óleo de cozinha e cápsulas de café especial podem ser entregues. Vale destacar que o lixo recolhido será encaminhado para empresas, associações de catadores e projetos sustentáveis.

    Thiago Andrade explica que a coleta deste material não é só para ajudar a natureza, também gera renda. “Tudo que a gente recolhe é automaticamente enviado para associações e projetos sociais.

    O Amazonas é o maior gerador de resíduos sólidos urbanos (RSU) do norte do país, com média 1,14 kg/habitante/dia, ultrapassando a média nacional de 0,95 kg/habitante/dia. Os dados são da Comissão Geodiversidade, Recursos Hídricos, Minas, Gás, Energia e Saneamento da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) e foram publicados em 2019.

    O relatório gerado pela Comissão da Assembleia Legislativa afirma ainda que nos 61 municípios, 92% da destinação final dos resíduos vão para lixões a céu aberto. Os municípios inspecionados, em sua maioria, são municípios polos.

    Alessandro Dinelli, fundador da organização social Descarte Correto que irá apoiar no evento, conta como será a coleta. “Já fazíamos esse trabalho antes, um processo de economia circular, em que esse material pode ir para empresas licenciadas e para catadores. O material é recolhido lá e separado depois dentro de um ambiente adequado”.

    Um desses catadores que se beneficiam com o evento é Ozilene Vital e a associação de catadores a qual ela participa. A catadora que tem sua renda total da coleta de materiais recicláveis é grata pela iniciativa. “A coleta feita é muito benéfica e facilitadora. Nós só temos o trabalho de pegar esse material e levar para a associação”, afirma. A associação de Ozilene possui 33 catadores

    Segundo o Fundador do Drive-thru Ambiental, Thiago Andrade, a ação já recolheu mais de 7 toneladas. “Desde a sua primeira edição, até a terceira que foi realizada em novembro de 2020, recolhemos 7 toneladas e 200 kilos de materiais recicláveis. Quando este evento se expandir para outros bairros, que é o nosso objetivo, recolheremos muito mais”.

    Leia mais

    Copos, pratos e talheres de plástico estão proibidos em SP

    Coleta seletiva: empresas e consumidores aderem à campanha em Manaus

    Alunos da rede estadual reutilizam objetos e dão vida nova ao ambiente