Fonte: OpenWeather

    Decreto


    Ponta Negra segue interditada até dia 30 de abril; veja decreto

    Confira as atividades permitidas no complexo turístico durante o período de interdição

     

    Em qualquer hipótese, fica vedado o acesso à praia
    Em qualquer hipótese, fica vedado o acesso à praia | Foto: Divulgação

    Manaus - A interdição da praia do Complexo Turístico Ponta Negra, na zona Oeste, segue até o dia 30 de abril, como uma das medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19. O decreto municipal foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) dessa quarta-feira (31).

    “O decreto mantém a restrição da Ponta Negra para banho e acesso ao balneário, a fim de evitar aglomerações neste momento, onde o mais importante é salvar vidas e manter a segurança da população. Enquanto isso, aceleramos a vacinação de grupos de risco e seguimos em busca de mais doses”, destacou o prefeito de Manaus, David Almeida, que assinou o decreto. 

    Pelo decreto, ficam permitidas as atividades dos permissionários fornecedores de refeições, gêneros alimentícios e similares, em estabelecimentos localizados no complexo, das 6h às 20h. Demais comerciantes, de 6h às 17h.

    Em qualquer hipótese, fica vedado o acesso à praia. A nova medida considera o decreto nº 5.035, de 16 de março de 2021, que interditou a praia do parque.

    A praia está interditada desde o dia 18 de setembro de 2020, quando o número de casos da doença voltou a aumentar na capital, e permaneceu fechada, tanto no aniversário de Manaus, em 24 de outubro, quanto nas festividades de final de ano (Natal e Ano-Novo).

    Na área do calçadão, onde a população voltou a frequentar o espaço para a realização de atividades físicas ao ar livre, em decorrência da flexibilização do decreto estadual, a Guarda Municipal e a comissão do parque mantém a fiscalização no local e orientação aos usuários.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Novo decreto libera aulas para o ensino médio na rede privada no AM

    Praia da Ponta Negra segue sem previsão para reabertura em Manaus

    Governo publica novo decreto com alterações para serviços