Fonte: OpenWeather

    Governo


    Amazonas recebe motos e embarcações para reforçar combate à malária

    A entrega dos botes e motocicletas também vai fortalecer as ações de enfrentamento à Covid-19 nos municípios

     

    As embarcações e motocicletas serão utilizadas para apoiar as ações das equipes de imunização contra o novo coronavírus
    As embarcações e motocicletas serão utilizadas para apoiar as ações das equipes de imunização contra o novo coronavírus | Foto: Suyanne Lima

    Manaus - Com o objetivo de reforçar o combate à malária em 37 municípios no Amazonas, o governador Wilson Lima entregou, na manhã desta terça-feira (6), 25 motocicletas e 20 embarcações, do tipo bote. O evento de entrega aconteceu na Arena da Amazônia, no bairro Flores, na Zona Centro-Sul de Manaus.

    O diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes, explica que o Programa Estadual de Controle da Malária, coordenado pela Fundação, apoia os municípios com doações de equipamentos, insumos e capacitação técnica para fortalecer as ações de prevenção, controle, eliminação e vigilância de endemias. 

    Leia também: Barco leva missão humanitária para cidades atingidas pela cheia no AM

    “Esse monitoramento busca reduzir o risco de ocorrência de epidemias nos municípios. A entrega de motocicletas e botes é necessária tendo em vista que 89,43% dos casos de malária estão concentrados na área rural, cujo deslocamento se dá por meio de transporte fluvial e onde há localidades ativas de transmissão da malária”, avalia Fernandes.

    Segundo a diretora-técnica da FVS-AM, Tatyana Amorim, mesmo com as ações concentradas no enfrentamento da pandemia de Covid-19, a vigilância está sendo reforçada para outros agravos comuns na região amazônica.

    “A malária acontece o ano inteiro, porém a partir de junho inicia o período de maior transmissão. Nesse sentido, com este reforço de embarcações e motocicletas, as equipes de endemias municipais podem antecipar suas atividades de busca ativa de casos e intervir com ações preventivas nestas comunidades mais distantes”, explica Tatyana.

     

    Em 2020, o Amazonas registrou 57.960 casos de malária
    Em 2020, o Amazonas registrou 57.960 casos de malária | Foto: Suyanne Lima

    Covid-19

    A entrega dos botes e motocicletas também vai fortalecer as ações de enfrentamento à Covid-19 nos municípios, considerando a realidade logística do estado. As embarcações e motocicletas serão utilizadas para apoiar as ações das equipes de imunização contra o novo coronavírus, visando garantir as políticas públicas de saúde à população.

    Contemplados

    Os 37 municípios contemplados com a ação são: Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Apuí, Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Canutama, Codajás, Fonte Boa, Humaitá, Itacoatiara, Itamarati, Japurá, Juruá, Jutaí, Lábrea, Manaquiri, Maués, Nova Olinda do Norte, Novo Airão, Novo Aripuanã, Parintins, Pauini, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, Tefé, Tonantins, Urucará e Urucurituba.

    Casos de malária

    Em 2020, o Amazonas registrou 57.960 casos de malária, com redução de 11,25% em relação a 2019, quanto foram registrados 65.305 casos. Até março de 2021, o Amazonas registrou 9.250 casos da doença, com queda de 30% em relação ao primeiro trimestre de 2020, quando houve 13.149 registros de malária.

    Referência

    A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de doenças, como a malária, por meio do Departamento de Vigilância Ambiental e Controle de Doenças (DVA/FVS-AM) via Gerência de Doenças de Transmissão Vetorial – Malária (GDTV/DVA/FVS-AM).

    A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551. Os contatos específicos do DVA/FVS-AM e GDTV/DVA/FVS-AM são, respectivamente, 3182-8547 e 3182-8542.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais 

    Risco de terceira onda da Covid no Amazonas preocupa autoridades

    Homem é resgatado de helicóptero após ser picado por cobra no Amazonas

    Amazonas deve registrar cheias severas em 2021, diz Serviço Geológico