Fonte: OpenWeather

    Visita


    Bolsonaro chega a Manaus e é recebido por aglomeração de apoiadores

    Com gritos de “mito”, o grupo carregava bandeiras, cartazes e placas em apoio ao presidente

     

    O presidente só utilizou a máscara ao entrar no ambiente interno do evento.
    O presidente só utilizou a máscara ao entrar no ambiente interno do evento. | Foto: Suyanne Lima

    MANAUS – Sem utilizar máscara de proteção, o presidente Jair Bolsonaro chegou em Manaus nesta sexta-feira (23) e reuniu um grande número de apoiadores aglomerados no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCAVV), localizado no bairro Dom Pedro, zona oeste da cidade, sem distanciamento social e muitos também sem máscara de proteção.

    Com gritos de “mito”, o grupo carregava bandeiras, cartazes e placas em apoio ao presidente, que participou de uma cerimônia de entrega da segunda etapa do CCAVV. Jair Bolsonaro cumprimentou os apoiadores e só utilizou a máscara ao entrar no ambiente interno do evento.

    Defendendo o tratamento da Covid-19 com Hidroxicloroquina e questionando a eficácia das vacinas utilizadas no Brasil, um apoiador conversou com a reportagem do EM TEMPO no meio da aglomeração.

     

    Apoiador conversou com a reportagem do EM TEMPO
    Apoiador conversou com a reportagem do EM TEMPO | Foto: Suyanne Lima

    “Estou aqui pois acho que a população toda deveria estar aqui. É um apoio diário ao presidente, por compromisso pátrio. Fizeram tanta polêmica com a ivermectina, a hidroxicloroquina, mas isso salva muitas vidas. Genocídio é não deixar a população se tratar com esses medicamentos, pois não há efeitos colaterais. Quantas pessoas morreram com a vacina, ficaram com efeitos colaterais?”, disse.

    Leia também: mulher morre após tratamento com cloroquina e médica é afastada no AM

    Segundo o próprio Conselho Nacional de Saúde (CNS), a utilização da hidroxicloroquina contra a Covid-19 não é recomendada por levar ao “surgimento de graves e fatais efeitos indesejáveis, incluindo problemas cardíacos”.

    Sobre as vacinas, a Organização Mundial de Saúde (OMS) regula que nenhum imunizante será aprovado ou disponibilizado nos países para uso na população em geral até que a segurança tenha sido comprovada.

    Protesto

    Apesar dos apoiadores serem mais numerosos, muitas pessoas também protestaram contra Jair Bolsonaro, de forma ordenada e com máscaras, acompanhados pela Polícia Militar (PM), para evitar confrontos.

     

    O grupo carregava cartazes com dizeres como “genocida”
    O grupo carregava cartazes com dizeres como “genocida” | Foto: Suyanne Lima

    O grupo carregava cartazes com dizeres como “genocida” e “12 mil mortes no Amazonas”, em referência às perdas causadas pela falta de assistência do Governo Federal no controle da pandemia.  

    “Pelo motivo óbvio de estarmos indignados com essa farsa, com esse genocida que é responsável por tantas mortes no Brasil. Estamos de luto por tantas perdas de familiares, amigos e pessoas queridas que partiram pela Covid-19 por um descaso. Estamos nesse protesto como um repúdio”, afirmou o manifestante Leo Scant.

    Leia mais:

    Movimentos de direita se organizam para receber Bolsonaro em Manaus

    PSOL entra na Justiça para impedir Título de Cidadão a Bolsonaro

    Veja a repercussão do discurso de Bolsonaro no Amazonas