Fonte: OpenWeather

    Navegação


    Marinha dos EUA faz disparos de alerta após encontro com embarcações

    Incidentes como esse já ocorreram ocasionalmente ao longo dos últimos cinco anos

     

    Navios das Marinhas dos EUA
    Navios das Marinhas dos EUA | Foto: Marinha dos EUA

    Manaus (AM) - Um navio militar dos Estados Unidos disparou tiros de alerta após três embarcações da Marinha da Guarda Revolucionária Islâmica do Irã (IRGCN) se aproximarem da embarcação norte-americana e de um outro barco de patrulha dos EUA no Golfo, anunciaram os militares dos EUA nesta terça-feira (27).

    Tais incidentes já ocorreram ocasionalmente ao longo dos últimos cinco anos, embora houvesse uma relativa calmaria ao longo do último ano.

    Embora autoridades tenham dito ser muito cedo para discernir a motivação exata das forças iranianas, no passado geralmente tais incidentes são vistos como conduzidos por comandantes locais, ao invés de importantes líderes iranianos.

    "As tripulações norte-americanas emitiram múltiplos alertas via rádio direto e dispositivos alto-falantes, mas as embarcações da IRGCN continuaram a fazer suas manobras a curta distância", diz a nota das Forças Armadas.

    "A tripulação do Firebolt então disparou tiros de alerta, e as embarcações da IRGCN se afastaram para uma distância segura das embarcações dos EUA", diz o comunicado, utilizando o nome do barco de patrulha da Marinha norte-americana. 

    A embarcação costeira de ataque iraniana chegou a cerca de 62 metros de distância das embarcações norte-americanas durante o incidente, que aconteceu na segunda-feira em águas internacionais no norte do Golfo. 

    O incidente acontece enquanto potências globais buscam com o Irã acelerar as iniciativas para trazer Washington e Teerã de volta ao cumprimento do acordo nuclear de 2015, e os Estados Unidos já tranquilizaram seus aliados do Golfo Árabe sobre o status das negociações.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Força Nacional vai atuar contra desmatamento na Amazônia

    Cúpula do Clima: entenda o evento e quais serão os impactos no Brasil

    No AM, balsa transportava 7 mil botijas de gás de maneira irregular