Fonte: OpenWeather

    Enchente


    Governador e prefeitos discutem enchente no Amazonas

    Desde fevereiro, nove municípios afetados pela cheia já receberam ações do Governo do Amazonas

    Prefeito do município de Careiro da Várzea, Pedro Guedes, e sete vereadores, reuniram-se com o governador | Foto: Divulgação

    MANAUS - As chuvas acima da média que atingem o Amazonas desde o início do ano devem provocar grandes inundações ao longo das bacias dos rios Negro e Solimões, segundo boletim divulgado pelo Serviço Geológico do Brasil. 

    Prefeitos e governador do Amazonas têm debatido novas ações da Operação Enchente 2021.  Nesta semana, o governador recebeu prefeitos de Careiro da Várzea, Anori e Nhamundá. Desde fevereiro, nove municípios afetados pela cheia já receberam ações do Governo do Amazonas, envolvendo ajuda humanitária e reforço nas áreas de saneamento, saúde, assistência social e fomento.

    O prefeito do município de Careiro da Várzea, Pedro Guedes, e sete vereadores, reuniram-se com o governador nesta terça-feira (4). A área urbana do município se concentra na várzea do rio Solimões e, por conta disso, as famílias são afetadas fortemente neste período de enchentes.

    Wilson Lima garantiu que o Governo do Amazonas vai levar as ações da operação ao município, nos próximos dias.

    “Está no nosso planejamento e vou até o Careiro da Várzea coordenar a operação, assim como fiz nos municípios das calhas do Juruá e Purus”, disse o governador.

    Segundo o secretário executivo da Defesa Civil do Amazonas, coronel Máximo, são 18 mil pessoas afetadas pela enchente no município. Ele informou que o órgão já trabalha no planejamento para atender às demandas da população, afetada pela cheia no Careiro da Várzea.

    O prefeito Pedro Guedes decretou Situação de Emergência no município por conta da cheia. Segundo ele, as principais necessidades são cestas básicas, combustível e madeira. “O governador garantiu que o Estado vai ajudar naquilo que for possível. E nós saímos daqui muito otimistas”, disse.

    Operação Enchente 

    A operação inclui entrega de cestas básicas, ações para ampliar o fornecimento de água potável, assistência à saúde, concessão de crédito e anistia de dívidas, entre outros apoios para população afetada.

    Nos dias 8 e 9 de abril foram percorridos os municípios de Juruá e Carauari, na calha do Juruá; e em Tapauá, Canutama e Lábrea, na calha do Purus. Em fevereiro, nos dias 26 e 27, as ações da operação foram levadas aos municípios de Eirunepé, Envira e Guajará, na calha do Juruá; e Boca do Acre e Pauini, na calha do Purus.

    Em 12 de março, a equipe esteve em Eirunepé, Itamarati, Envira e Ipixuna, também na calha do Juruá. A operação já percorreu todos os municípios do Juruá e praticamente todos localizados no Purus. Toda a operação conta com um investimento inicial estimado em R$67 milhões.

    Somente em cestas básicas, já foram entregues mais de 15 mil para famílias afetadas.

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais

    Moradores da orla de Manaus são castigados pela cheia do Rio Negro

    Chuva causa alerta sobre problemas na Torquato Tapajós