Fonte: OpenWeather

    Manaus Limpeza Pública


    População questiona contratos milionários para pouca limpeza em Manaus

    Para a população, valores tão altos deveriam justificar limpeza mais eficiente nas ruas de Manaus, porém, para alguns moradores, não é o que está sendo visto

    | Foto: AA

    MANAUS - A prefeitura de Manaus contratou por valor milionário, a empresa ‘Mamute Conservação, Construção e Pavimentação', sediada no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, para realizar a limpeza urbana da capital. Publicado no dia 20 deste mês com o valor de R$ 6,7 milhões, o contrato da Secretaria Municipal de Limpeza Pública de Manaus (Semulsp) foi corrigido para R$ 40,6 milhões, conforme “errata” publicada no Diário Oficial do Município (DOM) na segunda-feira (24), juntamente com o valor corrigido. A contratação foi classificada como ‘emergencial’.

    Os dois extratos são assinados pelo subsecretário municipal de Gestão, Altervi de Souza Moreira, que ratifica a dispensa de licitação para serviço de conservação e limpeza de logradouros públicos pela empresa Mamute.

      No documento, não fica especificado, como a empresa foi selecionada para realizar o serviço como, por exemplo, o tipo de limpeza e quais logradouros públicos serão limpos. Também não está especificado no extrato o motivo do “erro” no valor. O Contrato de Prestação de Serviço nº 014/2021-SEMULSP foi celebrado no dia 21 deste mês.  

    Pelo prazo da validade do contrato, ou seja, seis meses, a empresa Mamute deve receber mais de R$ 222 mil por dia.

     

    A empresa Mamute deve receber mais de R$ 222 mil por dia
    A empresa Mamute deve receber mais de R$ 222 mil por dia | Foto: Divulgação/Semcom

    Para a contratação, classificada como ‘emergencial’ no extrato, já foram empenhados (reservados para o pagamento) R$ 6,9 milhões, com R$ 33,7 milhões restantes para empenho.

    “Por onde eu passo, não vejo limpeza”

    Para a população, um valor tão alto deveria justificar uma limpeza mais eficiente nas ruas, porém, para alguns moradores, não é o que está sendo visto. Segundo o professor Victor Albuquerque, onde ele mora, no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste da capital e no caminho até os seus dois trabalhos, um localizado na avenida Djalma Batista e outro na Constantino Nery, ele não vê limpeza que possa contemplar o valor exorbitante.

    "

    Eu trabalho em várias escolas de Manaus e passo de carro em muitas ruas. Pelo menos nas principais vias eu quase não vejo limpeza. Com um contrato tão alto se espera ao menos que tenham muitas pessoas cuidando da limpeza e não é o que vejo "

    Victor Albuquerque, professor

     

    O autônomo Raimundo Fonseca também questiona os serviços de limpeza prestados. “Eu passo a maior parte do tempo fora de casa e vejo poucas vezes profissionais limpando as ruas de Manaus. Hoje eu vi alguns próximos da minha casa, no Distrito Industrial, porém, eram poucos”, relata.

    Resposta

     A Semulsp informou, por meio de nota, que a contratação emergencial, com dispensa de licitação, ocorreu devido o contrato ter atingido o limite legal de vigência, não sendo permitida a renovação contratual.

    Segundo ainda a nota, "o contrato emergencial visou a economia financeira"

    O EM TEMPO questionou o valor cobrado de R$ 40,6 milhões e segundo a assessoria, o valor corresponde ao mesmo do último termo pactuado em maio de 2020, na gestão passada.

    Outro lado

    Em resposta ao EM TEMPO, a empresa Mamute falou, por meio do advogado Sandoval Freitas, que o valor de R$ 42,6 milhões é “justificado” pelo custo tributário e encargos sociais. De acordo com Freitas, os serviços vão contemplar “todos os bairros de Manaus, além de cemitérios”

    Acesse a publicação do primeiro extrato dO contrato:

     

    Primeiro extrato de contrato
    Primeiro extrato de contrato | Foto: EM TEMPO

    Veja a errata e o novo extrato:

     

    Errata e novo extrato
    Errata e novo extrato | Foto: EM TEMPO

    Outros contratos

    Em pesquisa, o EM TEMPO contabilizou, no total, com o contrato da Mamute, R$ 45,8 milhões de dinheiro público na gestão do prefeito David Almeida, todos com dispensa de licitação, em menos de um mês. Os outros contratos constam em outra pasta.

    Leia Mais

    Agentes de limpeza pública fazem manifestação em frente a prefeitura

    Parque dos Bilhares passa por revitalização em Manaus