Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Mutirão de vacinação em Manaus encerra com mais de 141 mil imunizados

    Foi aplicado em 34 horas de trabalho, envolvendo aproximadamente 4,5 mil pessoas, numa ação coordenada pela Prefeitura de Manaus e o governo do Amazonas

     

    A estrutura, montada em tempo recorde, teve 57 pontos descentralizados de atendimento
    A estrutura, montada em tempo recorde, teve 57 pontos descentralizados de atendimento | Foto: Divulgação


    MANAUS - O total de 141.460 primeiras doses de imunizantes foi aplicado em 34 horas de trabalho, envolvendo aproximadamente 4,5 mil pessoas direta e indiretamente, numa ação coordenada pela Prefeitura de Manaus e o governo do Amazonas com um objetivo: ampliar o número de pessoas vacinadas contra a Covid-19 na capital amazonense.

      O mutirão teve como público-alvo pessoas da faixa etária de 40 a 51 anos, em menos de dois dias. Com isso, Manaus registra mais de 909 mil doses de vacina contra a doença – entre primeira e segunda doses – aplicadas desde que a campanha teve início, no dia 19/1.  

    A estrutura, montada em tempo recorde, teve 57 pontos descentralizados de atendimento, em todas as zonas da cidade, entre os pontos onde a imunização já acontece, salas de vacinação de Unidades Básicas de Saúde (UBSs), escolas e centros comunitários, além de outros dois pontos especiais, o Centro de Convenções Vasco Vasques e a Arena da Amazônia que, juntamente com o Centro de Convenções de Manaus, o “sambódromo”, funcionaram por 34 horas sem parar, das 8h de sábado, 12/6, até as 18h deste domingo, 13, horário em que foram encerradas as atividades nas unidades que não funcionaram de madrugada. No sambódromo, no Centro de Convenções Vasco Vasques e na Arena da Amazônia o atendimento foi encerrado às 17h. 

     

    Centro de Convenções Vasco Vasques e a Arena da Amazônia que, juntamente com o Centro de Convenções de Manaus, o “sambódromo”, funcionaram por 34 horas sem parar
    Centro de Convenções Vasco Vasques e a Arena da Amazônia que, juntamente com o Centro de Convenções de Manaus, o “sambódromo”, funcionaram por 34 horas sem parar | Foto: Divulgação

    No encerramento oficial do mutirão de vacinação, na Arena da Amazônia, a secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, agradeceu ao governo do Estado o repasse das doses para o município, o que permitiu o alcance da ação.

    "

    Ações como essa, recebendo esse quantitativo, a união de todas as secretarias envolvidas e, principalmente, a união de todos os servidores da saúde, que permitiu alcançarmos a marca de mais de 140 mil doses aplicadas em 34 horas. Isso é histórico, vai fazer parte das nossas vidas "

    destacou, Shádia Fraxe

     

    O governador Wilson Lima elogiou o empenho de todos os envolvidos na intensificação. “O que vocês fizeram nesses dois dias foi um ato heroico, e que entrará para a história da humanidade, porque essa foi uma ação para salvar a vida das pessoas”, pontuou, adiantando a possibilidade de realização de outra mobilização do mesmo porte, possivelmente nos próximos 15 dias.

    Postos

    Durante todo o domingo, a emoção foi a tônica nos pontos de vacinação. Excepcionalmente hoje, no parque municipal do Idoso, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, funcionou um posto, em substituição ao da Universidade Paulista (Unip). O movimento tímido das primeiras horas foi substituído por uma grande concentração de pessoas, que não reclamaram do atendimento que fluiu com rapidez.

    A organização foi o ponto alto do posto que, desde a triagem, permitiu agilidade ao fluxo. Foram montadas 11 estações para registro, com três pessoas cada, e 12 estações para vacinar, cada uma com dois vacinadores.

      A organização foi o ponto alto do posto que, desde a triagem, permitiu agilidade ao fluxo. Foram montadas 11 estações para registro, com três pessoas cada, e 12 estações para vacinar, cada uma com dois vacinadores.  

    Emocionada por ter conseguido tomar a vacina, a administradora Sílvia Lourenço, de 42 anos, agradeceu a oportunidade de ter sido imunizada. “Gratidão a Deus, em primeiro lugar. Não tem como não ficarmos emocionados, depois de tantas perdas de pessoas amigas, conhecidas”, lembrou.  

    No sambódromo, a atendente de caixa Maria Jarislene Rabelo disse que o seu sentimento por receber a primeira dose foi de gratidão e alívio. “Foi um privilégio poder me vacinar hoje, no dia do meu aniversário, e estou muito grata a todos por esse momento. Foi um grande presente”, disse.    

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais 

    Em Manaus, trabalhadores infectados pela Covid-19 celebram imunização

    Viradão encerra com mais de 135 mil vacinados contra a Covid em Manaus

    Veja como fica a vacinação contra a Covid em Manaus após o viradão