Fonte: OpenWeather

    Urgência


    Moradores do Lago Azul voltam a pedir socorro por infraestrutura

    O EM TEMPO esteve no bairro e ouviu as denúncias de moradores sobre infraestrutura e até carência alimentar no local

     

    Buracos da Travessa 15 deixam moradores em risco
    Buracos da Travessa 15 deixam moradores em risco | Foto: Carlos Araújo

    MANAUS - Buracos, sujeira e falta d’água. São esses problemas que moradores da rua Travessa 16, no bairro Lago Azul, Zona Norte de Manaus, têm convivido no local. A situação se gravou, ainda mais, pelo período de alagações, quando populares perderam eletrodomésticos, móveis e residências.

    O portal Em Tempo esteve no bairro, em maio deste ano, ouvindo as denúncias de moradores sobre infraestrutura e até carência alimentar. Nesta quarta-feira (23), retornamos, para acompanhar a situação na área.

    Acidentes

     

    Esmeralda Lira confia no trabalho do Prefeito e faz apelo para atendimento no local
    Esmeralda Lira confia no trabalho do Prefeito e faz apelo para atendimento no local | Foto: Carlos Araújo

    Esmeralda Lira, 53 anos, é líder comunitária e mora no lugar há 18 anos. Ela conta que os buracos em ruas como Natal, Travessa 16 e 15, tem ocasionado até risco de acidentes. Tanto para motoristas, que bateram seus veículos diversas vezes, como para quem anda a pé.

    “No caso, idosos e crianças, porque alaga, ficam aquelas poças d’água e as pessoas acabam escorregando, caindo no buraco. Achando que é um buraquinho de nada e caindo numa vala sem tamanho. Até para chamarmos uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), aqui dentro, fica complicado. Como vai vir com essa buraqueira? ”, afirma.

     

    Matagal cobre boa parte das ruas próximas a Travessa 16, na comunidade.
    Matagal cobre boa parte das ruas próximas a Travessa 16, na comunidade. | Foto: Carlos Araújo

    O mato é outro problema. A líder comunitária disse que o bairro não vê uma ação de limpeza há um bom tempo.

    “Está uma selva amazônica. Dando cobras, sapo, rato, escorpião e o caranguejo, de tanto tempo que esperamos uma limpeza. Isso é antigo. Não posso falar nem da gestão da Prefeitura, agora, porque esse nosso problema aqui tem anos. Das poucas vezes que vieram, era só aquele ‘migué’ do pessoal que vinha capinar e caiam fora. Tem ruas tomadas pelo matagal, aqui”, disse.

     

    Elisângela Silva 'mergulhou' de cabeça num buraco, quando voltava da padaria
    Elisângela Silva 'mergulhou' de cabeça num buraco, quando voltava da padaria | Foto: Carlos Araújo

    Quem concorda com Esmeralda é a dona de casa, Elisangela da Silva, 32. A comunitária afirma que levou até uma queda por causa da lama que acumula nos buracos e no matagal que toma conta das vias.

    “Eu vinha passando perto de um buraco, estava com uma chinela de dedo, dessas de borracha, então eu me desequilibrei com a lama e fui de cara no buraco. Fiquei toda suja de barro. Naquele dia, meu filho tomou café com barro, porque foi pão, foi leite, foi tudo no buraco, comigo. Fora o vexame. O pão que eu vinha comendo 'voou' longe e eu com aquela cara de 'pata lesa'”, conta.

    Lata d’água na cabeça

     

    Lata d´água na cabeça, de acordo com Everaldo Silva, é o que os moradores enfrentam todo dia
    Lata d´água na cabeça, de acordo com Everaldo Silva, é o que os moradores enfrentam todo dia | Foto: Carlos Araújo

    Os problemas com água encanada são outra dor de cabeça para os moradores. O autônomo Everaldo da Silva, 24, disse que é constante, os populares têm que carregar latas d’água para tomar banho e realizarem os afazeres domésticos.

    “Cara, isso é um problema. Sempre tem um povo que vem, diz que vai cadastrar. Cadastra, cadastra, cadastra e nada. Nunca vem. É a gente carregando lata, é mato, é buraco, é ônibus que a gente precisava que passasse aqui no final do bairro”, disse.

    O ‘Beco do Desespero’

     

    Ângela Dias espera que o socorro chegue logo.
    Ângela Dias espera que o socorro chegue logo. | Foto: Carlos Araújo

    Carência alimentar e alagação é o que também não falta. No beco 15 e adjacências, também conhecido, popularmente pelos moradores, como o “Beco do Desespero”, moradores tiveram que abandonar casas, perdendo eletrodomésticos e imóveis.

    “Fora a fome, porque estava no auge da pandemia e não podíamos trabalhar vendendo nada por aí. Muita gente com fome, precisando de madeira para forrar suas casas e idosos adoecendo. Aqui é, realmente, o 'Beco do Desespero' e da 'Desesperança', porque vivemos desesperados", desabafa a dona de casa Ângela Dias, 48 anos.

    Apelo

    Esmeralda Lira voltou a fazer um apelo, para que o poder público municipal compareça na área e possa minimizar os problemas enfrentados pelos moradores do Lago Azul.

    “Por favor, senhor Prefeito. Eu estou gostando da sua administração, porque estou lhe vendo nas ruas. Inclusive, foi um dia desses, que vi o lançamento de uma ação, parece, para asfaltar rapidamente várias ruas de Manaus. O senhor começou sua gestão agora e esse problema aqui é antigo. Por isso, estou acreditando muito no senhor. Peça para Seminf (Secretaria Municipal de Infraestrutura), a Semulsp (Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos) , a Defesa Civil vir aqui com a gente. Basta vir aqui na travessa 16 e procurar a Esmeralda, que a gente vai até de casa em casa, porque estamos precisando muito do seu socorro. Deus abençoe seu trabalho por Manaus”, pede a líder comunitária. 

     

    Travessa 15, completamente sem estrutura
    Travessa 15, completamente sem estrutura | Foto: Carlos Araújo

    Prefeitura vai entrar no Lago Azul

    O Em Tempo entrou em contato com as secretarias responsáveis no atendimento das demandas da área. Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), disse que "O bairro Lago Azul, localizado na zona Norte de Manaus, tem recebido obras de infraestrutura básica em algumas ruas, porém como o bairro é considerado recente, a infraestrutura básica precisa ser ampliada. O distrito de obras do Santa Etelvina, responsável pela manutenção do bairro, trabalha nas ruas do conjunto Viver Melhor, com infraestrutura total.  Na sequência o Lago azul será atendido".

    Em relação às ações de limpeza para o local, a Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp) e Casa Militar, que coordena em conjunto com a Defesa Civil Municipal o atendimento em relação às ocorrências de cheia, em Manaus, nossa reportagem vai atualizar a matéria, no momento em que tiver resposta das referidas pastas. 

    'Mais Manaus'

    O programa ao qual Esmeralda Lira se referiu na matéria é o "Mais Manaus", um pacote de recuperação econômica da capital, lançado, neste mês, pelo Prefeito David Almeida, que prevê investimento em várias áreas, como Infraestrutura, ao longo destes primeiros meses de gestão. 

    Os bairros da Zona Norte já começaram a receber ações como Colônia Santo Antônio, Cidade Nova, Manoa, Francisca Mendes, Colônia Terra Nova, Tarumã (Parque Rio Solimões) e Rio Piorini. 

     

    As ações da Prefeitura de Manaus já tiveram início na zona Norte da capital
    As ações da Prefeitura de Manaus já tiveram início na zona Norte da capital | Foto: Semcom

    Acompanhe as lives, quando nossa equipe volta pela segunda vez, ao Lago Azul: 

    | Autor:
     
    | Autor:
     

    Acompanhe nossa primeira ida ao "Beco do Desespero" e adjacências, em maio: 

    | Autor:
     
    | Autor:
     
    | Autor:
     

    Leia mais: 

    "Estamos a pão e água", dizem moradores de beco alagado no Lago Azul

    Quinta parcela do ‘Auxílio Manauara’ será paga nesta quarta-feira (23)

    Zona Norte de Manaus recebe obras de manutenção de ruas