Fonte: OpenWeather

    Saúde


    AM registrou 21 ataques de morcegos em humanos nos últimos cinco meses

    A FVS-AM realizou, na quinta-feira (24), uma ação de monitoramento e controle de agressões provocadas por morcegos após ataques em um sítio na Zona Leste de Manaus

    Dr. Hamid Ataide Miguel, veterinário da Gerência de Zoonoses (GZ/FVS-AM), explica sobre a importância do trabalho de controle na população de morcegos. | Autor: FVS

     

    | Foto: Divulgação

    Manaus - A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas FVS-AM realizou, na quinta-feira (24), uma ação de monitoramento e controle de agressões provocadas por morcegos hematófagos (que se alimentam de sangue) da espécie Desmodus rotundus, em Manaus.

    A ação ocorreu em um sítio, na zona leste da capital, após a equipe receber uma denúncia de ataques por esses morcegos em criação de galinha no local.

      No Amazonas, 21 casos de ataques a humanos por morcegos foram registrados entre janeiro e maio de 2021, o que representa uma redução de 76%, quando se compara com o mesmo período do ano anterior, onde 88 casos de agressões foram notificados no Estado. Os registros englobam ataques por diferentes tipos de morcegos, não apenas os hematófagos.  

    O diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes, ressalta que a ação é importante para prevenir ataques dos morcegos e evitar a transmissão do vírus da raiva. “A ação ocorre para prevenir ataques a humanos, ou animais de seu convívio, que inclui os animais domésticos e os animais criados para o consumo”, explicou Cristiano.

    De acordo com o veterinário da Gerência de Zoonoses da FVS-AM (GZ/FVS-AM), Hamid Ataide Miguel, as medidas de prevenção envolvem as barreiras físicas para evitar o acesso dos morcegos além do controle seletivo em casos de agressões.

    "

    O controle é feito por meio de captura e tratamento, utilizando pasta anticoagulante nos animais. Após isso feito, os animais são soltos, e nos próximos dias irão se impregnar com a substância e morrer "

    Hamid Ataide, veterinário da Gerência de Zoonoses da FVS-AM

     

    Hamid disse também que este tipo de controle só é realizado com morcegos hematófagos, que podem apresentar mais perigo aos humanos e, também, aos animais que possam ter em seus lares. Apesar disso, ele frisou que o contato com outros tipos de morcegos também pode oferecer risco à saúde.

    “Caso alguma pessoa encontre estes animais, evite o contato direto, e caso isso aconteça, é recomendado procurar o ponto de atendimento de saúde mais próximo para ser avaliado, visto que esse animal também pode transmitir o vírus da raiva”, salienta Hamid.

    Acidentes 

    Os municípios do Amazonas que mais registraram ataques por morcegos, até maio deste ano, são: Manaus (9); Humaitá (7); São Gabriel da Cachoeira (2); Coari (2) e Atalaia do Norte (1).

    Referência  

    A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, que inclui o controle da população de morcegos hematófagos, realizado pela Gerência de Zoonoses. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus.  Contato telefônico da FVS-AM (92) 3182-8550 e 3182-8551.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais: 

    FVS-AM alerta população para tomar 2ª dose contra Covid-19

    Manaus não registra mortes por Covid-19 em 24h, diz FVS-AM

    Municípios aplicaram 11,3 mi de vacinas em moradores de outras cidades