Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Amazonas tem estoque de kit intubação por mais três meses

    A garantia mínima de três meses do abastecimento do kit intubação no estado é referente aos neurobloqueadores, um dos três medicamentos primordiais para tratamento da Covid-19

     

    O carregamento foi realizado na Central de Medicamentos do Amazonas (Cema)
    O carregamento foi realizado na Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) | Foto: Divulgação/SES-AM

    Manaus - Para evitar a falta de remédios, responsáveis pelo tratamento da Covid-19, o Governo do Amazonas reforçou o estoque dos medicamentos que compõem o kit intubação, com garantia mínima de três meses de abastecimento.

      A estimativa leva em conta um possível cenário de alta demanda na pandemia da Covid-19 no estado, semelhante à segunda alça epidêmica registrada em janeiro e fevereiro deste ano. O carregamento foi realizado na Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM).  

    De acordo com a coordenadora da Cema, Eunice Mascarenhas, o reforço do estoque é um conjunto de medidas tomadas para garantir o fornecimento. A alta demanda por esses medicamentos em todo o país é um fator crítico para que os fornecedores consigam cumprir com os prazos de entrega.

     

    Os outros dois tipos, os sedativos e analgésicos, possuem estoque por seis meses
    Os outros dois tipos, os sedativos e analgésicos, possuem estoque por seis meses | Foto: Divulgação/SES-AM

    “Tivemos que demandar muita energia, muito planejamento, para garantir que o Amazonas não tivesse uma descontinuidade no abastecimento, no que se refere ao kit intubação”, disse a coordenadora.

      A garantia mínima de três meses do abastecimento do kit intubação no estado é referente aos neurobloqueadores, um dos três medicamentos primordiais que compõem o kit. Os outros dois tipos, os sedativos e analgésicos, possuem estoque por seis meses. A Cema deve lançar, no próximo mês, processo de importação dos neurobloqueadores para aumentar ainda mais o estoque.  

    “A Cema vem se planejando ao longo desses meses para garantir que todos os medicamentos do kit intubação estejam disponíveis para a nossa rede. Esse nosso planejamento também abrange os serviços que as unidades de saúde já desenvolvem independentemente de pandemia”, explicou Eunice.

    *Com informações da assessoria 


    Leia mais:

    Wilson Lima afirma que 'Amazonas tem pressa para vacinar'

    Políticos do AM criticam Queiroga por vacinação lenta e sem cronograma

    Vacinação de 30 a 31 anos leva centenas de manauaras aos postos