Fonte: OpenWeather

    Mutirão de vacina


    Professores e alunos da UEA são voluntários no mutirão de vacinação

    A população que for a um dos pontos de vacinação deve apresentar, obrigatoriamente, documento original com foto, CPF, e comprovante de residência (original e cópia)

     

    Cerca de 65 voluntários estão contribuindo na triagem
    Cerca de 65 voluntários estão contribuindo na triagem | Foto: Divulgação SES-AM

    Manaus - O Amazonas realiza mais um mutirão de vacinação contra a Covid-19 para que casos de contaminação e  número de mortes caiam no estado. 

    Professores e alunos da Escola Superior de Ciências da Saúde, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), estão atuando como voluntários no mutirão “Vacina Amazonas”, no Centro de Convenções Vasco Vasques.

      Cerca de 65 voluntários estão contribuindo na triagem, na aplicação da vacina e no apoio da ação de imunização contra a Covid-19, para pessoas com mais de 28 anos em Manaus.  

    Os 65 voluntários são alunos (60) e docentes (5) dos cursos de enfermagem, medicina e odontologia da UEA. Os 37 postos de vacinação do Vasco Vasques funcionarão durante a madrugada até as 18h desta quarta-feira (30).

    O acesso é feito a pé, somente pela porta lateral, pela Avenida Pedro Teixeira. Ao entrar no local, a pessoa é encaminhada para um dos 40 postos de triagem e em seguida direcionada para o local de vacinação.

    "

    A Universidade do Estado do Amazonas é Governo do Estado e não poderia estar de fora dessa belíssima atividade. Nós somos da Escola de Ciências da Saúde da UEA e nós acreditamos que o caminho para sair dessa pandemia é acelerar a vacinação. Por isso, estamos aqui. Eu e mais 64 voluntários da universidade, prontos para começar a trabalhar "

    Maria Paula Mourão, professora do curso de medicina da UEA

     

    O enfermeiro e estudante de medicina, André Rodrigues Ribeiro, 44, falou da motivação para ser voluntário, na triagem, nesta ação de vacinação.

    “Meu pai morreu de Covid um dia depois que eu me vacinei. Eu tive a oportunidade de me vacinar e a oportunidade de estar aqui hoje, de contribuir para que muitas pessoas se vacinem, para que a gente possa ter uma imunização em massa. A importância pra mim, hoje, é estar aqui honrando meu pai, que foi um guerreiro. E, como uma pessoa da área da saúde, não posso ficar alheio a isso”, ressaltou o enfermeiro.

    Uma das vacinadoras é a residente do curso de enfermagem da UEA, Juliana Sampaio, 25. “O que motivou foi que eu perdi muitos amigos e para mim é uma grande satisfação vir fazer parte desse grande projeto, porque vacina é para todos. A gente vive na nossa região, muitas perderam suas vidas e não tiveram a oportunidade de se vacinar. Fazer parte desse projeto para mim é satisfatório”, afirmou a estudante.

    O mutirão de imunização também está acontecendo no Sambódromo e na Arena da Amazônia na modalidade drive-thru. A população que for a um dos pontos de vacinação deve apresentar, obrigatoriamente, documento original com foto, CPF, e comprovante de residência (original e cópia).

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Industriários aproveitam a madrugada para se vacinar em Manaus

    População acima de 28 anos lota vacinação em segundo mutirão em Manaus