Fonte: OpenWeather

    Cheia e seus impactos


    Sistema de comportas pode ser a solução para alagações no centro

    Segundo profissionais, um sistema de comportas evitaria que a água do rio negro invadisse a cidade. Sistema de drenagem também precisa ser reformulado na opinião dos especialistas

    histórica cheia de 2021 atrai a atenção dos curiosos todos os anos | Foto: Picasa

    MANAUS - Em Manaus, o Rio Negro atingiu a cota histórica de 30,02 metros este ano. As águas invadiram o centro da cidade, incluindo a principal feira da capital, a Manaus Moderna. Além disso, diversas ruas com atividade comercial e pontos turísticos também foram atingidas. Os rios do Amazonas já iniciaram a vazante, mas o “cenário veneziano” em Manaus continua.

    A histórica cheia de 2021 atrai a atenção dos curiosos todos os anos, que já fizeram do cenário uma espécie de novo ponto turístico da cidade. Porém, a inundação, a exemplo da que ocorreu em 2012, também acarreta em prejuízo para o comércio e para a locomoção da população em geral. Pensando nisso, o EM TEMPO conversou com engenheiros que apontaram soluções para este fenômeno natural sazonal.

    Para o engenheiro civil e empresário do ramo construção civil, Romero Reis, um sistema de comportas poderia ser a solução, evitando que a água do Rio Negro invada a cidade 


    "

    Ao mesmo tempo que esse sistema evita que a água entre na cidade, também faz com que as águas coletadas no sistema de drenagem bombeiem de volta para o Rio Negro. Aquela região do centro, onde está a Catedral Metropolitana de Manaus e a região da feira da Manaus Moderna com isso não sofreria mais com as alagações "

    Romero Reis, Engenheiro civil e empresário

     



     

    A Barreira de Maeslan é um sistema de comportas em Rotterdan, na Holanda,
    A Barreira de Maeslan é um sistema de comportas em Rotterdan, na Holanda, | Foto: Divulgação

    Um método similar já está sendo implementado na cidade de Veneza, na Itália. O sistema já é utilizado na Holanda, país que está abaixo do nível do mar. Para o engenheiro Leland Dantas o sistema de comportas não é a única solução. 


    "

    O centro apresenta um problema de infraestrutura em geral. As galerias de lá são da época dos ingleses. Fora isso não existe sistema de drenagem. É preciso que se reformule o sistema de drenagem. O sistema de comportas ajudaria muito, mas é preciso reconstruir também as sarjetas, os meios-fios, tampar também os buracos "

    Leland Dantas, Engenheiro civil

     

    Na opinião de Romero Reis, o sistema de comportas faria com que os custos da prefeitura com ações de ajuda à população diminuíssem ao passar dos anos. “Todo ano o Rio Negro sobe e a prefeitura precisa gastar dinheiro com madeira, fazendo cercos e passarelas, colocando sacos de areia em alguns pontos para barrar a água, o que é meramente paliativo. Tem solução. A questão é fazer engenharia, a solução passaria por uma obra de engenharia”.


    Planejamento e obras

    Questionado pelo EM TEMPO sobre soluções para as próximas cheias, o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (IMPLURB) respondeu, por meio de nota, que já existe um programa de governo voltado para o centro da cidade.

    A nota informa que dentro do programa “Nosso Centro”, a Prefeitura de Manaus tem duas ações previstas para buscar soluções em relação aos alagamentos provocados pela cheia do rio Negro, procurando evitar o cenário encontrado hoje, com a enchente recorde. Primeiro será executado um diagnóstico sobre a situação atual e posteriormente um estudo e projeto executivo. A segunda ação será, a partir do estudo e projeto executivo desenvolvidos, colocar em execução obras de drenagem e outras para solucionar as inundações causadas pelo rio, para evitar o que acontece hoje. Ambas as ações devem durar por volta de 3 anos e meio. 

    Leia mais

    Cheia alerta sobre necessidade de nova infraestrutura no Centro

    Avenida no Distrito será interditada para obras de infraestrutura

    Família mora em barco após ter casa alagada pela cheia histórica no AM