Fonte: OpenWeather

    Educa+Amazonas


    Educação no Amazonas ganha investimento de R$ 400 milhões

    O programa “Educa+Amazonas” reúne 13 projetos prioritários com investimento da ordem de R$ 400 milhões nas redes públicas estadual e municipais de educação

     

    | Foto: Suyanne Lima

    MANAUS - O governador Wilson Lima lançou, nesta sexta-feira (23), no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, o programa “Educa+Amazonas”, que reúne 13 projetos prioritários com investimento da ordem de R$ 400 milhões nas redes públicas estadual e municipais de educação.

    Para formalizar as parcerias e investimento nas redes municipais de ensino, será assinado o Pacto pelo Fortalecimento da Educação no Amazonas com prefeitos dos 62 municípios do estado. 

    O programa “Educa+Amazonas” contempla quatro eixos prioritários definidos pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc). São eles: recuperação da aprendizagem; qualificação e reconhecimento dos profissionais da educação; preparação do estudante para o futuro; e meio ambiente e sustentabilidade.

    O eixo com maior investimento é o de recuperação da aprendizagem, com R$ 168 milhões, contemplando aulas de reforço gratuitas, fardamento, material escolar, material didático para auxiliar na aprendizagem e preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e Sistema de Avaliação Educacional do Desempenho Educacional do Amazonas (Sadeam). Os recursos estão sendo aplicados em 2021 e serão executados, também, em 2022. 

    O eixo voltado para a qualificação e reconhecimento dos profissionais da educação prevê um investimento de R$ 107 milhões. Contempla a formação dos professores das redes públicas e desenvolvimento das políticas de valorização da rede estadual, com a retomada do 14º e 15º salários aos profissionais da educação. 

    Os projetos voltados à preparação do estudante para o futuro somam investimentos de R$ 98 milhões e também serão aplicados ao longo de 2021 e 2022. Para os projetos voltados ao meio ambiente e sustentabilidade, estão sendo destinados R$ 31 milhões. 

    Recuperação da aprendizagem - Para a recuperar a aprendizagem dos alunos das redes públicas e minimizar os impactos da pandemia da Covid-19, o Governo do Amazonas criou o “Contraturno Digital” e “Pronto pra Aula”. 

    O “Contraturno Digital” vai ofertar aulas de reforço escolar, pela televisão aberta e internet, associadas ao uso de plataformas e ferramentas tecnológicas aos alunos do Ensino Fundamental. A programação de reforço escolar estará disponível para mais de 600 mil estudantes, pelos canais da Secretaria de Educação, em parceria com a TV Encontro das Águas (Manaus, Iranduba, Manaquiri, Careiro da Várzea e Rio Preto da Eva), e internet, aos demais municípios.

    Já o “Pronto pra Aula” teve sua atividade iniciada em maio deste ano, com a volta às aulas presenciais, e garantiu a distribuição de fardamentos e kits de material escolar, pedagógico e de fanfarra aos estudantes da rede estadual de ensino. Os livros de recuperação da aprendizagem e preparação para o Enem, Saeb, Sadeam e Educação de Jovens e Adultos (EJA) também fazem parte do projeto. 

    Qualificação e reconhecimento - No eixo de qualificação e reconhecimento dos profissionais da educação, o Governo do Estado vai desenvolver os projetos Mestre Qualificado, Trilhas do Saber, Educação Premiada e Cepan Digital. 

    No Mestre Qualificado, serão ofertados cursos de pós-graduação lato sensu a todos os professores e pedagogos que atuam nos anos iniciais das redes públicas estadual e municipais. O curso será ofertado pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), atendendo mais de 15 mil profissionais. 

    A política de valorização dos profissionais será retomada com o pagamento dos 14º e 15º salários àqueles profissionais que alcançarem as metas pré-estipuladas para suas respectivas escolas. 

    O Trilhas do Saber e Cepan Digital terão suas atividades focadas na formação continuada dos profissionais da educação, com atividades presenciais e à distância e alcance nos 62 municípios do Amazonas. 

    Preparando para o futuro 

    No grupo de projetos com foco na preparação do estudante para o futuro, estão: Na Ponta da Língua, Educação Empreendedora, Fazer para Aprender, EduTech e Da Escola para o Trabalho. 

    Juntos, eles atuarão na formação de profissionais criativos, empreendedores, com pensamento crítico e habilidade para solucionar problemas, com conhecimento em programação e uso de tecnologia. Tudo isso dentro das novas propostas curriculares para os ensinos Fundamental e Médio definidas pelo Ministério da Educação (MEC).

    Meio ambiente e sustentabilidade

    Os projetos Escola da Floresta e Fazenda Escola serão desenvolvidos para a criação de três unidades de ensino diferenciadas, que servirão de ambiente para formação de agentes de proteção da floresta, e o envolvimento e a aproximação dos estudantes da rede estadual às atividades do setor primário, respectivamente.

    Leia mais:

    Faar convoca atletas para último dia de entrega de cartões do Auxílio

    Wilson anuncia mais dois mutirões de vacinação contra a Covid no AM

    No AM, agricultura familiar deve compor 30% da merenda escolar