Fonte: OpenWeather

    Providências


    Advogada agredida em delegacia recebe apoio da OAB/AM e Abracrim

    Em coletiva de imprensa, neste sábado (24), as entidades manifestaram repúdio pelos atos cometidos contra advogada que levou socos e empurrões numa delegacia de Manaus.

     

    Em coletiva, entidades repudiaram agressões aos advogados.
    Em coletiva, entidades repudiaram agressões aos advogados. | Foto: Carlos Araújo

    Manaus - Casos de agressões ocorridos contra advogados no exercício legal da profissão, têm se tornado cada vez mais comuns no Amazonas. Diante disso, neste sábado (24), a  Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim) e a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas, demonstraram indignação, em coletiva de imprensa, com recentes ocasiões no estado.

    Foi o caso, por exemplo, da advogada Patrícia Pereira da Silva, impedida de entrar na 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), na Cidade Nova, para atender um cliente, também advogado. Na ocasião, a profissional foi agredida por três policiais militares com empurrões e tapas. O caso já está na Corregedoria da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e no Ministério Público do Amazonas.

    Durante a coletiva, a presidente da OAB/AM, Grace Benayon, disse que a Ordem continua apurando o caso e que esse tipo de atitude contra os profissionais é inadmissível. 

    "

    Ela foi impedida de entrar para acompanhar um flagrante. A Ordem dos Advogados, Seccional do Amazonas, está apurando com muita responsabilidade. Nós não podemos deixar que aconteça nenhuma atitude dessas contra um advogado, em especial, uma advogada que, além de ter sido impedida de entrar, também sofreu violações físicas. Ela foi empurrada, recebeu um soco. Ela fez um exame de corpo de delito, foi atendida em uma unidade hospitalar, tem um laudo e, portanto, isso é muito sério. A Ordem dos Advogados, repudia, veementemente, qualquer tipo ou ato de violação "

    , afirmou.

     

    Ainda de acordo com a presidente da OAB/AM, a classe não permitirá que mais nenhum abuso de autoridade seja adotado contra estes profissionais. 

    "Nós não podemos admitir que esses atos continuem acontecendo contra nenhum colega advogado. Nenhum! Nós adotaremos todas as medidas judiciais cabíveis. A senhora, Dra. Patrícia, não está sozinha. É inegável que ela sofreu a agressão", disse. 

    O presidente da Abracrim/AM, Vilson Benayon, também foi enfático sobre o caso. Segundo ele, as agressões ferem não só à advogada Patrícia da Silva, mas a todos os advogados. 

    "Se tivermos que falar com o Governador, com o Papa, nós vamos fazer para afastar esses policiais agressores, que não honraram a farda. Não mediremos esforços para que esse caso sirva de exemplo. Não mediremos esforços", reafirmou. 

    A advogada que acompanha o caso de Patrícia da Silva, Iêda Furtado, ressaltou que todas as providências vão continuar sendo tomadas. 

    "Vamos continuar acompanhando tudo, bem como a OAB e a Associação estão emprenhados para impedir que esses casos continuem acontecendo", disse. 

    Casos semelhantes

    Outro exemplo de agressão a advogados foi o caso de Orcelio Ferreira Silverio Júnior, de 32 anos, que foi agredido por policiais na manhã da última quarta-feira (21), em Goiânia. O acontecimento ganhou repercussão nacional pelas redes sociais.

      Por meio de nota, a OAB/GO afirmou que "A truculência e o despreparo demonstrados pelos policiais nos vídeos chocam, basicamente, pelo abuso nítido na conduta dos policiais, que agiram de forma desmedida, empregando força além da necessária para o caso, em total descompasso com as garantias constitucionais, legais, e até mesmo contra as disposições contidas no Procedimento Operacional Padrão (POP) da Polícia Militar do Estado de Goiás". O órgão, além disso, também pediu ao Governo de Goiás o afastamento dos envolvidos.  

    Acompanhe a coletiva da OAB e Abracrim/AM: 

    AGRESSÃO A ADVOGADOS: Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas fala sobre o assunto | Autor: Portal Em Tempo
     
    AGRESSÃO A ADVOGADOS: Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas. Parte 2 | Autor: Portal Em Tempo
     

    Relembre, ainda, agressão ao advogado de Goiás: 

    Advogado agredido em Goiás | Autor: videos direito
     

    Leia mais: 

    Dois corpos são encontrados após acidente entre lanchas no Rio Negro

    Pastor desaparece após lancha passar por cima de canoa em Manaus

    Carro perde controle, invade casa e deixa morador ferido em Manaus