Fonte: OpenWeather

    DESCASO PÚBLICO


    Sem água nas torneiras, moradores de Iranduba sofrem com descaso

    Moradores denunciam o que consideram um descaso por parte do poder público municipal com os habitantes da região.

    Moradores passam a maior parte do dia buscando água para todos os afazeres domésticos. | Foto: Carlos Araújo

    Iranduba (AM) – Na região metropolitana de Manaus, o município de Iranduba é banhado pela margem esquerda do rio Solimões, mas, mesmo assim, os moradores dos bairros Morada do Sol e Graça Lopes vivem uma realidade de falta de água constante.

    Ao Em Tempo, os moradores denunciaram, na última quarta-feira (11), o que consideram um descaso por parte do poder público municipal com a localidade.

    No bairro Morada do Sol, a realidade é de “lata d’água na cabeça” e lama nos pés. Na rua Deputado Mario Frota, até idosos são obrigados a carregar pesados barris de água, por não contar com um serviço de qualidade.

    "

    Eu já sou uma mulher velha, mas todos os dias a gente pena aqui por causa da poeira, da falta de asfalto e pela falta de água. Nas torneiras, a água vem de noite, fica umas duras horas pingado e vai embora. Eu estou cansada, adoentada e revoltada com esse prefeito, que parece não estar nem aí para nós. Veio na nossa rua, fez um monte de promessa na campanha e depois ‘tchau' "

    disse a aposentada Raimunda Avelar, de 63 anos

    A dona de casa Evelin Maria, de 45 anos, disse que maior parte de sua rotina diária é buscar água.

    “Tem vezes, no máximo, que não dá nem para encher a caixa de noite. Um martírio desses, não tem quem aguente”, desabafa.

    Moradores indignados

    "

    Quando vem é tarde da noite e dá só um ‘pouquinho’ de água. Tem horas que ficamos até tarde esperando. Faz ‘séculos’ que o prefeito não vem aqui. Veio só na época da campanha. Já falaram que tem até o mês de agosto para vir recapear o Graça Lopes e a Morada do Sol. Mas, eu não acredito. "

    diz indignada, a estudante Tatiane Silva, de 18 anos

    Na rua Deputado Sinésio Campos, bairro Graça Lopes, o estudante Sebastião Júnior, de 19 anos, reclama da falta d’água.

    "

    Aqui a gente paga água, paga energia. A energia vem normal, mas água não vem. Ela chega 9 horas da noite e 10 horas já acaba. Não dá nem tempo de a gente encher uma caixa de mil litros que temos aqui. Somos obrigados a ir buscar num poço longe. "

    , denúncia

    O autônomo Antônio Gabriel, de 24 anos, diz que o prefeito esqueceu dos moradores após eleito. “A água é toda complicada. Esse novo prefeito só veio aqui no tempo na eleição e nunca mais. Foi só promessa. De mentirada, todo mundo vive aqui cansado. É uma água que nunca ajeita, um asfalto que nunca vem”, disse.

     

    Moradores do Morada do Sol, na rua Deputado Mário Frota, precisam buscar água em um poço do local.
    Moradores do Morada do Sol, na rua Deputado Mário Frota, precisam buscar água em um poço do local. | Foto: Carlos Araújo

    Prefeito traz prejuízos para região

    Cansado de carregar latas d’água, o motorista Francisco Figueira, de 36 anos, disse que a família dele já não aguenta mais os problemas da cidade. Além de buscar água, os moradores ainda são obrigados a consumir água de qualidade duvidosa.

    "

    É péssimo esse serviço de água em Iranduba. Até a água do poço temos horário para pegar, das 7h às 17h. E a que a gente pega é muito ruim, porque tem muito poço que está sujo. Eu canso de sair para o trabalho e não ter chegado água na torneira. Às vezes chega 5 horas da manhã. Ainda querem nos cobrar tudo, até esgoto. Onde que tem um esgoto decente no Iranduba? Caí tudo nos igarapés. Esse novo prefeito que veio aí, é um absurdo! O Ferraz veio para prejudicar o resto de Iranduba. Eu acho que é a melhor coisa que ele sabe fazer é brigar com os vereadores, feito àquelas mulheres fofoqueiras, que não tem o que fazer. No Graça Lopes, a água do poço é ruim, uma água salgada, os poços não foram limpos. "

    comenta, visivelmente irritado

    A “novela” do asfalto

    Além da falta de água, os moradores precisam lidar com as ruas do município que não têm asfalto. O autônomo Vicente de Oliveira, de 28 anos, diz que cresceu vendo o estado de terror em que vivem os moradores do Morada do Sol e Graça Lopes.

    "

    A rua que eu moro, Mario Frota, no Morada do Sol, é uma verdadeira imoralidade. Esse Augusto Ferraz veio aqui no tempo da eleição e depois não apareceu mais. Aqui, quando chove, isso vira uma lama. Eu cresci aqui. Entra e sai prefeito, falam que vão ajeitar e nada. Eu estou há 20 anos aqui e nada de asfalto. O povo não pede muito, só querermos nossos direitos. Aqui a gente pega dengue, um monte de coisas. O prefeito que ganhou agora veio aqui, disse que ia colocar o asfalto, na época da campanha e, até agora, nada. Só o pó do barro no nosso bairro. "

    , relata

    “Da entrada do Graça Lopes só é buraco e lama. Cadê o dinheiro do asfalto? Vão fazer como um vereador aí, que disse que ia asfaltar o ramal Santo Antônio e até hoje nada. Assim vai ser o Graça Lopes, não vão querer asfaltar nunca”, afirmou Célio Santos, comerciante, de 56 anos.

     

    Moradores também reclamam da falta de asfalto.
    Moradores também reclamam da falta de asfalto. | Foto: Carlos Araújo

    Posição da Prefeitura

    Com relação ao problema da água, a Prefeitura afirma que estuda uma forma de resolver o problema. Segundo ela, o sistema de água ainda utiliza os poços artesianos e existe a necessidade de fazer um sistema com captação do rio Solimões. A Prefeitura diz, ainda, que pretende realizar licitações para, futuramente, fazer reparos e colocar asfalto nas ruas dos bairros de Iranduba.

    Leia mais: 

    História sem fim: após anos, problema de lixão em Iranduba continua

    Esquecidos, moradores do Mª Zeneide, em Iranduba, reclamam do esgoto

    Tomado pelas águas, Cacau Pirêra sente os efeitos de cheia histórica