Fonte: OpenWeather

    Negociações


    Tira dúvidas sobre a semana da conciliação e execução trabalhista

    Nas próximas três semanas, publicações nas redes sociais responderão às dúvidas mais comuns sobre o tema

     

    | Foto: Divulgação

    O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), em parceria com o Tribunal Superior do Trabalho (TST) e com os Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) de todo o Brasil, promoverá, de 20 a 24 de setembro, a Semana Nacional da Conciliação e Execução Trabalhista.

    Para responder às perguntas mais frequentes, as redes sociais dos tribunais da Justiça do Trabalho estão publicando, deste quarta-feira (1º), um post semanal para responder dúvidas comuns de internautas sobre o evento. As respostas serão dadas por juízes que atuam na conciliação e execução trabalhista do país.

    Na primeira semana, o juiz do trabalho da 22ª Região (PI) e representante da região Nordeste na Comissão Nacional de Promoção à Conciliação (Conaproc), Roberto Braga, respondeu à pergunta “Quais as vantagens da conciliação?”. Confira a resposta no Facebook e Twitter do CSJT, ou Instagram do Tribunal Superior do Trabalho.

    Programação

    Nas próximas semanas, mais especificamente nos dias 8 e 15 de setembro, outros magistrados também irão explicar “O que é execução trabalhista? e “quais procedimentos adotar para tentar uma conciliação em seu processo trabalhista?”.

    Siga as redes sociais do TST, do CSJT e do TRT-11 para ficar por dentro dos próximos posts.

    Cada solução, um recomeço

    Se você também deseja uma solução efetiva e consensual para o seu processo, não perca a oportunidade de participar da Semana Nacional da Conciliação e Execução Trabalhista.

    Como participar?

    As partes interessadas poderão se inscrever no site do TRT da 11ª Região até o dia 10 de setembro. Clique AQUI para inscrever seu processo.

    Para maiores esclarecimentos a respeito da Semana ligar nos telefones: (92) 3627-2089 / 2091

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Consumidor reclama na Justiça por não ter problema resolvido

    Porto da Itautinga irá a leilão para pagamento de ações trabalhistas

    Governo autoriza retomada das obras de 450 moradias em Tabatinga