Fonte: OpenWeather

    DENÚNCIA


    Sem máscaras, servidores de hospital atendem pacientes em Manaus; veja

    Profissionais de saúde e de limpeza aparecem sem máscara ou com o equipamento no queixo e até ombro. O uso de máscara é essencial para evitar a disseminação da covid-19

    | Foto: Waldick Junior

     

    Servidor caminha pelo hospital sem máscara
    Servidor caminha pelo hospital sem máscara | Foto: Reprodução

    Manaus - Imagens encaminhadas ao EM TEMPO mostram profissionais de saúde do Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo sem máscara nas dependências da instituição. Os servidores aparecem caminhando por corredores, salas e realizando atendimento em pacientes. As fotos são desta quarta-feira (8). 

    Segundo uma denunciante que esteve no local, a estranheza já começou ao chegar na recepção do hospital. Isso porque a atendente estava sem máscara, embora o uso do equipamento seja obrigatório para os pacientes que desejam entrar na unidade de saúde. Uma fotografia registra esse momento. Veja:

     

     

    | Foto: Reprodução
    "

    Fui lá para fazer um atendimento e fiquei surpresa com o que vi. Depois da recepção, vi muitos outros funcionários sem máscara ou então utilizando incorretamente. Está tudo registrado nos vídeos e imagens que fiz "

    fonte anônima,

     

    Em uma das fotografias, um servidor aparece aparentemente realizando um atendimento de saúde em uma paciente. Ele está com a máscara no queixo e é o mesmo que aparece circulando no hospital da mesma forma. Ainda na imagem, duas profissionais de saúde seguem o procedimento correto e utilizam máscaras enquanto atendem pacientes. 

     

    Servidor, com a máscara no queixo, atende paciente
    Servidor, com a máscara no queixo, atende paciente | Foto: Reprodução

    Outro registro mostra ainda um homem circulando pelo hospital também sem o equipamento de proteção individual. Ele não está caracterizado como profissional de saúde na imagem, o que pode significar ser um paciente. 

    Procedimento interno

    Após a reportagem do Em Tempo entrar em contato, o Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo informou que abriu procedimento para averiguar o uso incorreto de máscaras por profissionais de saúde da unidade hospitalar. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) também se manifestou sobre o ocorrido. Leia a nota completa:

    "

    A direção do Hospital Pronto-Socorro Platão Araújo informa que instaurou procedimento interno para verificar o uso incorreto de máscara pelos profissionais de saúde e irá reforçar medidas de fiscalização interna para que os mesmos cumpram o estabelecido como prevenção ao contágio pela Covid-19. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) ressalta ainda que realizou campanha de sensibilização com todos os trabalhadores da saúde para que continuem utilizando os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como medida de segurança e prevenção contra a Covid-19, mesmo após a vacinação. "

    Nota oficial ao Em Tempo,

     

     

    Servidora de limpeza sem máscara na unidade hospitalar
    Servidora de limpeza sem máscara na unidade hospitalar | Foto: Reprodução

    Importância do uso de máscara

    Durante a pandemia de covid-19, as máscaras se tornaram o principal equipamento de proteção individual para diminuir a contaminação por covid-19. O coronavírus, patógeno que causa a doença, é transmissível principalmente pelo ar. Por isso, quando uma pessoa utiliza máscara é mais difícil que seja contaminada pela doença ou a transmita para outras. O equipamento age como uma barreira protetora.

      Dados do Ministério da Saúde dão conta de que pessoas sem máscara podem transmitir o vírus para três a seis pessoas. Já quem usa o insumo reduz a capacidade de contágio para duas pessoas, o que pode ajudar a ter menos casos e consequentemente lotar menos os hospitais.  

    O decreto estadual 42.526/2020 prevê a obrigatoriedade do uso de máscara em espaços públicos e privados em todo o Amazonas. Neste caso, a ordem  também não especifica quem irá fiscalizar ou quanto deve pagar quem descumprir o decreto. 

    Art. 3º: sem prejuízo das medidas já estabelecidas, é expressamente obrigatório o uso de máscara, inclusive nas vias públicas e demais espaços públicos, bem como nos terminais de ônibus e no interior dos veículos de transporte coletivo urbano de passageiros, das repartições públicas, e no interior de quaisquer estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, durante todo o período de permanência e circulação. 

    Leia mais:

    Uso de máscara é lei em Manaus, mas fiscalização é inexistente

    Visitas em grupo a espaços culturais podem ser agendadas em Manaus

    Após reabertura, espaços culturais são visitados por manauaras



    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8